"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Abertura oficial: Família é prioridade para o futuro da Igreja

Cerca de oito mil pessoas, 30 cardeais e 200 bispos participaram ontem, 14, da cerimônia de abertura do VI Encontro Mundial das Famílias, na Cidade do México. O presidente do Pontifício Conselho para a Família, Cardeal Ennio Antonelli, inaugurou o evento afirmando que "a família é uma prioridade decisiva para o futuro da sociedade e da Igreja Católica" e defendeu a promoção de valores humanos e cristãos diante da cultura pós-moderna que caracteriza os dias atuais, cultura "doente de individualismo e relativismo". O Cardeal Antonelli ressaltou o legado do Papa João Paulo II, chamando-o de "o Papa da Família". E lembrou que foi Karol Wojtyla quem instituiu o Encontro das Famílias, iniciado em 1994, em colaboração com o Cardeal colombiano Alfonso López Trujillo. Também estava presente na cerimônia de inauguração o presidente do México, Felipe Calderón. Ele fez uma relação entre ruptura familiar e aumento da violência: "Hoje, as famílias mexicanas enfrentam um ambiente de insegurança. O crime, a violência e a exacerbação da violência ameaçam a tranqüilidade de quem mais amamos. Esta tranqüilidade também é ameaçada pela apologia do delito, por isso, combatemos aqueles que ameaçam a paz e pretendem escravizar nossos filhos com as drogas". Congresso TeológicoApós a cerimônia de inauguração, o Encontro Mundial das Famílias foi aberto com o Congresso teológico internacional, onde foram feitas várias conferências. Entre os palestrantes o Arcebispo da Cidade do México, Cardeal Norberto Rivera Carrera, recordou que a família não é somente "uma realidade eclesial, mas uma instituição divina e humana fundamental para a sociedade e parte integrante da nossa cultura".Já o Arcebispo de Québec, Cardeal Marc Ouellet, destacou que a crise da família não é só uma crise moral, é uma crise mais profunda, antropológica, de concepção da mulher e do homem, que explica legislações contra a família. Para o primaz do Canadá, está em jogo uma "batalha cultural", na qual uma visão do mundo sem Deus tenta suplantar a herança judaico-cristã, com danos graves nos campos humano, social e religioso. Por sua vez, o pregador da Casa Pontifícia, Frei Raniero Cantalamessa, assegurou que os próprios cristãos "precisam redescobrir o ideal bíblico do matrimônio e da família", para poder propô-lo ao mundo de hoje. Hoje, 15, o programa do Congresso prevê três sessões, nas quais estarão em debate a questão da família e a sexualidade, emigrantes, virtudes sociais e legislar a favor da família. A segunda sessão será presidida pelo arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer.
Fonte: Canção Nova.

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!