"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Celebrações lembram 4 anos do assassinato de Irmã Dorothy Stang

Na próxima sexta-feira, 12, os 4 anos da morte da missionária norte-americana, Irmã Dorothy Stang, será lembrado em Anapu, sudoeste do Pará, e em Belém.A freira foi assassinada em Anapu, onde atuava defendendo direitos dos trabalhadores rurais e projetos de desenvolvimento sustentável na região. Em memória da missionária, o Comitê Dorothy Stang programou uma série de atividades. Na manhã de quinta-feira em Anapu, haverá a celebração da Santa Missa e do Crisma, presidida pelo Bispo da Prelazia de Xingu (PA), dom Erwin Krauter, na Igreja Matriz de Santa Luzia, a partir das 8h30. À tarde, a partir das 13h, será exibido o documentário "Mataram Irmã Dorothy”, no clube Planeta Tropical, com espaço para debate. Ainda no dia 12, será feita uma visita ao túmulo de Irmã Dorothy. Para encerrar a programação em Anapu, está previsto um jantar no salão paroquial, Padre Josimo, seguido de uma noite cultural.Em Belém (PA), o Comitê Dorothy também organizou uma série de atividades que inclui uma audiência com o presidente do Tribunal de Justiça do Pará, desembargador Rômulo Ferreira Nunes, a partir das 10h, na sede do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJE/PA). A partir das 18h, do dia 12, haverá a Celebração Eucarística presidida pelo Arcebispo de Belém e vice-presidente do Regional Norte 2 da CNBB (Pará e Amapá), Dom Orani João Tempesta. A Missa será celebrada na Paróquia Santa Maria Goretti, bairro do Guamá, periferia de Belém. Neste bairro, está localizada a casa sede da congregação Notre Dame de Namur, da qual irmã Dorothy Stang fazia parte."Todo ano lembramos o fato que Irmã Dorothy foi tirada de nosso meio de forma violenta e injusta. Mas, ninguém parou. Ninguém foi embora. A luta continua, o sonho está vivo e temos conquistas. Vamos celebrar nossas conquistas e nossa organização", diz Irmã Margarida Pantoja, do Comitê Dorothy Stang.O caso Dorothy Stang, considerada defensora da Floresta Amazônica e da cidadania dos povos ribeirinhos, tinha 73 anos e morava no Brasil há 30. A missionária foi morta no dia 12 de fevereiro de 2005 com seis tiros, no município de Anapu. Ela trabalhava com a Pastoral da Terra (CPT) e comandava o Programa de Desenvolvimento Sustentável (PDS) em uma área autorizada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA). Dorothy Stang trabalhou em pequenas comunidades da Amazônia pelo direito à terra e à exploração sustentável da floresta.
Fonte: CNBB

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!