"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Colégio Pio Brasileiro celebra jubileu

Em 1927 os bispos do Brasil anunciaram a construção de um seminário em Roma. Era necessário ter padres bem formados que pudessem responder às exigências do povo do Brasil nesta fase de mudança na sociedade. Antes disso os seminaristas brasileiros ficavam no Colégio Pio Latino que atendia os países latino-americanos, que ficou pequeno diante de muitos pedidos para estudar em Roma. Por isso o Papa Pio XI animou o cardeal Leme do Rio de Janeiro para construir uma casa só para os brasileiros.

O Pio Brasileiro é considerado uma parte da Igreja do Brasil em Roma. Para tornar realidade essa obra os bispos do Brasil lançaram um apelo para todo os católicos do Brasil. Houve participação generosa com dinheiro e com orações. Em 1929 foi lançada a pedra fundamental que foi abençoada pelo próprio Papa.
A 3 de abril de 1934 foi inaugurado o Colégio. Foi uma festa solene, com a presença de cardeais, bispos, o embaixador junto ao governo italiano e o embaixador junto à Santa Sé. Esteve presente o P. Ledochowki, Geral da Companhia de Jesus, animador da construção. E um convidado muito especial, Dom Orione, fundador dos Padres Orionitas, que em 2004 foi declarado santo. A Companhia de Jesus foi confiada a direção do Colégio. A partir dessa data até o dia de hoje os jesuítas estão na direção geral, na administração e na direção espiritual.
Entre os alunos fundadores podem-se nomear Dom Agnello Rossi, Dom Aberto Etges, Dom Vicente Zioni, e ainda o P. João Bosco Burnier, martirizado no interior do Mato Grosso ao defender duas mulheres torturadas na delegacia de polícia.
Nos primeiros anos vinham do Brasil seminaristas que estudavam filosofia e teologia na Universidade Gregoriana. Mas as dioceses precisavam formadores para os seminários do Brasil. Por isso a partir de 1980 foi dada a preferência a padres formados que iam à Roma para fazerem mestrado e doutorado em uma das muitas universidades católicas.
Atualmente são cem padres vindos das diversas regiões do Brasil para se prepararem para ocupar funções importantes nas suas dioceses.
Muitos alunos foram nomeados bispos. Até hoje são 110 bispos que passaram pelo Pio Brasileiro.
A celebração do jubileu é uma festa que não atinge apenas os atuais estudantes que se encontram em Roma, mas envolve toda a Igreja do Brasil que é o horizonte para o qual se dirigem as atenções de todos os que passa por este Pontifício Colégio, visto que objetivo último dos estudos nas universidades romanas é servir a Igreja de Deus presente neste país continental.
É significativo o lema dos 75 anos: “Pastores segundo o meu coração” (Jr 3,15).
Pe. Dionisio Seibel

Fonte: Arquidiocese de Curitiba.

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!