"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Viagem do Papa a Terra Santa é um ato de coragem, diz Pe. Lombardi

"Um ato de coragem, de esperança e de fé", assim o diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, Padre Federico Lombardi, expressou sua opinião sobre a viagem de Bento XVI à Terra Santa, durante a coletiva de imprensa desta manhã, 4, para apresentar a viagem que o Papa Bento XVI realizará à Terra Santa a partir da próxima sexta-feira, dia 8 de maio. Segundo Padre Lombardi, um dos objetivos desta viagem é "testemunhar o empenho pela paz e reconciliação numa situação difícil". E admitiu que esta viagem apostólica desenvolve-se num contexto "que não é favorável ao ambiente de serenidade" e que atinge, "depois de um conflito, como foi o de Gaza, tensões entre o Hamas e o Fatah e com um novo governo israelita. Será uma viagem de reconciliação e de paz para todo o povo" e uma "confirmação de um encorajamento para os cristão da Terra Santa".O porta voz do Vaticano referiu ainda que durante a etapa na Jordânia "são esperadas algumas palavras do Papa sobre os refugiados iraquianos, onde se incluem muitos cristãos", apesar de até ao momento não estar incluído nenhum encontro com um representante.Na sua visita ao memorial de Yad Vashem, em Israel, agendada para a manhã do dia 11 de maio, Bento XVI vai ouvir os testemunhos de seis sobreviventes do Holocausto.Na etapa em Belém, dia 13 de maio, está previsto um encontro com uma delegação de palestinianos de Gaza e de West Bank.Na etapa no Muro das Lamentações está previsto que Bento XVI deixe uma mensagem numa das fissuras do muro, tal como João Paulo II o fez em 2000.Os discursos do Papa serão em inglês enquanto que os rabinos de Jerusalém irão discursar em hebraico. O Papa Bento XVI irá visitar a Jordânia, Israel e os Territórios Palestinianos para uma visita apostólica que se prolonga até o dia 15 de maio.O Sistema Canção Nova de Comunicação vai fazer a cobertura completa da visita do Papa Bento XVI à Terra Santa. De 8 a 15 de maio, flashs ao vivo, transmissões em tempo real e reportagens especiais vão trazer todos os detalhes desta viagem papal, através da TV, Rádio e Internet.
Fonte: Ecclesia.

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!