"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

domingo, 13 de setembro de 2009

Não basta ter uma reta fé, mas também uma reta vida, diz Papa

O Papa Bento XVI afirmou, neste domingo, 13, que a fé não é suficiente e que é necessário amar o próximo, já que quem não ama seu irmão não é um verdadeiro cristão, porque “Deus não vive nele”. No discurso que antecedeu a oração mariana do Ângelus, no pátio interno da Residência Apostólica de Castel Gandolfo, o Santo Padre destacou o motivo da encarnação de Cristo: “Jesus não veio ao mundo para nos ensinar uma filosofia, mas sim para nos mostrar um caminho, ou melhor, o caminho que conduz à vida”. “Este caminho é o amor, que é a expressão da verdadeira fé. Se alguém ama o próximo com coração puro e generoso, quer dizer que conhece verdadeiramente Deus. Se ao contrário, diz que tem fé, porém não ama seus irmãos, não é um verdadeiro cristão. Deus não vive nele”, disse o Papa. Em seguida, Bento XVI citou São João Crisóstomo, um dos doutores da Igreja que assim escreveu: “Alguém pode ter uma reta fé no Pai e no Filho, como também no Espírito Santo, mas se não tem uma reta vida, a sua fé não lhe servirá para a salvação. Quando, portanto, se lê no Evangelho: “Esta é a vida eterna: que Te conheçam como o único verdadeiro Deus", não pensem que isso baste para se salvar: são necessários uma vida e um comportamento puríssimos”. Em seguida o Papa recordou que nesta segunda-feira, 14, celebraremos a Festa da Exaltação da Santa Cruz e, no dia seguinte, Nossa Senhora das Dores. "A Virgem Maria, que acreditou na Palavra do Senhor, não perdeu a sua fé em Deus quando viu o seu Filho rejeitado, ultrajado e colocado em uma cruz. Ao contrário permaneceu ao lado de Jesus, sofrendo e rezando, até o fim", ressaltou o Santo Padre. "Ela viu a alvorada radiosa da sua Ressurreição. Vamos aprender com ela a testemunhar a nossa fé com uma vida de humilde serviço, prontos a pagar com a própria pessoa para permanecer fiéis ao Evangelho da caridade e da verdade, com a certeza de que nada se perde daquilo que fazemos”, disse ainda Bento XVI. Antes de se despedir dos fiéis e peregrinos, o Papa saudou os presentes em diversas línguas. Em seguida, concedeu a todos a sua Benção Apostólica.

Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!