"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

terça-feira, 29 de setembro de 2009

O aborto é contra à lei natural e lei divina, diz Dom Orlando


“Salientamos o valor da vida em todas as suas dimensões”. Esta é a proposta apresentada no material de divulgação da Semana Nacional da Vida, que tem início nesta quinta-feira, 1º, com encerramento no Dia do Nascituro, na terça-feira, 8. O presidente da Comissão Episcopal para a Vida e a Família da CNBB, Dom Orlando Brandes, explica que a primeira finalidade da Semana é a defesa da vida humana desde o útero materno. O bispo assume a posição “bem clara antiabortista” do evento e afirma que a vida é um direito essencial de qualquer ser humano. “O aborto é contra à lei natural, além de ser contra à lei divina", destaca. Dom Orlando esclarece ainda que a reflexão se estende a todas as fases e realidades que podem atingir o ser humano: “Como temos que ser responsáveis pela vida humana, em todos os seus estágios, nós também falamos dos mandamentos do motorista, da ecologia, mutirão de combate à fome, dessa Campanha da CNBB, em parceria com o Ministério da Saúde, para que as pessoas façam o quanto antes exames do vírus da AIDS”. De acordo com o bispo, esta Semana também pretende despertar para questões políticas devido aos diversos projetos, em tramitação no Congresso Nacional, que envolvem a vida e a dignidade humanas, como os projetos de lei favoráveis ao aborto e à manipulação de células-tronco embrionárias. Dom Orlando afirma que muitos são os sofrimentos causados às mulheres devido à prática do aborto, como observado no atendimento prestado pela Pastoral da Mulher Marginalizada a estas mulheres. “Nós queremos também respeitar o instinto da maternidade tão natural e forte. O aborto, portanto, prejudica duas vidas: a vida criança que é eliminada e a vida da mãe que é prejudicada”, ressalta o bispo. O presidente da Comissão Episcopal enfatiza ainda que o aborto não deve ser praticado em nenhuma circunstância, mesmo em casos de anencefalia. “Também somos contrários mesmo ao aborto de fetos anencéfalos. Mesmo assim tem o direito de nascer porque é vida humana, porque já é um ser humano e não nos cabe, ou à medicina ou aos políticos, decidir sobre a vida”. A Semana Nacional da Vida foi lançada na 43ª Assembleia da CNBB, realizada em Itaici, no ano de 2005, quando os bispos convidaram os fiéis e toda a sociedade a se empenharem na defesa e promoção da vida. A Declaração sobre Exigências Éticas em Defesa da Vida, fruto da Assembleia, sugeriu que toda a Igreja no Brasil refletisse sobre o tema através da realização de celebrações, cursos, encontros e seminário de bioética.
Fonte: Canção Nova

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!