"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Oração é a alma da atividade pastoral, destaca Bento XVI

O Papa Bento XVI recebeu esta manhã, 21, em Castel Gandolfo, os 120 bispos que estavam reunidos nesses dias, no Vaticano, para o curso organizado pelas Congregações para os Bispos e para as Igrejas Orientais. Em seu discurso, o Santo Padre destacou a necessidade de intensificar a vida de oração, que segundo ele, é a alma da atividade pastoral, e ajudar, com o exemplo, os sacerdotes. Bento XVI recordou que este ano o curso se insere no contexto do Ano Sacerdotal, convocado para promover uma renovação de todos os sacerdotes, de modo que seu testemunho evangélico se torne mais forte e incisivo no mundo de hoje. Citando a exortação pós-sinodal Pastores Gregis, de João Paulo II, Bento XVI falou do elo que une o bispo aos sacerdotes. No dia da ordenação presbiteral, quando o novo presbítero põe suas mãos nas do bispo, ambos assumem uma responsabilidade: o sacerdote se confia ao bispo e este, por sua vez, se empenha em custodiar e promover a identidade sacerdotal dos presbíteros. Identidade que hoje é colocada à prova pela crescente secularização. Portanto, de modo especial, o bispo é chamado a alimentar nos sacerdotes a vida espiritual, para favorecer neles a harmonia entre a oração e o apostolado, observou o Pontífice. O segredo para a fecundidade do ministério presbiteral, afirmou, consiste em permanecer unido ao Senhor. Então advertiu: "A missão de um presbítero e, principalmente, a de um bispo, comporta hoje uma quantidade de trabalho que tende a absorvê-lo continua e totalmente. As dificuldades aumentam e as incumbências se multiplicam. (…) Todavia, a atenção aos problemas jamais deve nos distrair da união íntima e pessoal com Cristo". O tempo que o sacerdote e o bispo consagram a Deus na oração é sempre o melhor aproveitado, disse o Papa, "porque a oração é a alma da atividade pastoral, a linfa que lhe infunde força, é o apoio nos momentos de incerteza e de desencorajamento e a fonte inesgotável de fervor missionário e de amor fraterno por todos". No centro da vida sacerdotal está a Eucaristia, recordou Bento XVI, que concluiu: "Que a Celebração Eucarística ilumine toda a jornada de vocês e de seus sacerdotes, imprimindo a sua graça e o influxo espiritual nos momentos tristes ou alegres, agitados ou tranqüilos, de ação ou de contemplação. (…) Com a Palavra e os Sacramentos, São João Maria Vianney edificou o seu povo".

Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!