"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

sábado, 19 de setembro de 2009

Papa Bento XVI recebe sete patriarcas orientais

O Papa Bento XVI recebeu em audiência na manhã deste sábado, 19, em Castel Gandolfo, sete patriarcas orientais católicos.

Trata-se do patriarca maronita, Cardeal Nasrallah Pierre Sfeir, do patriarca de Cilícia dos Armênios, Sua Beatitude Nerses Bedros XIX Tarmouni, do patriarca dos Sírios de Antioquia, Sua Beatitude Ignace Youssef III Younan, do patriarca caldeu, Cardeal Emmanuel III Delly, do patriarca de Antioquia dos Greco-melquitas, Gregorio III Laham, do patriarca latino de Jerusalém, Dom Fouad Twal, e do patriarca copta, Antonios Nagib.

No seu discurso o Papa deu graças a Deus pelo encontro que lhe permitiu poder ouvir a voz das igrejas que os patriarcas servem com admirável abnegação, e reforçar os vínculos de comunhão que os ligam à Sé Apostólica.

Bento XVI destacou que o encontro desta manhã responde ao desejo de tornar cada vez mais sólida a comunhão das suas Igrejas com o Sucessor de Pedro e de examinar juntos, eventuais temas de particular importância.

O Papa sublinhou também o papel particular do oriente católico no diálogo ecumênico e inter-religioso, pois o horizonte ecumênico é muitas vezes ligado ao inter-religioso. Nestes dois âmbitos toda a Igreja tem a necessidade de vivenciar a convivência que as igrejas orientais amadureceram desde o primeiro milênio cristão.

Em seguida o Santo Padre afirmou que no fraterno encontro, emergiram dos discursos proferidos, problemáticas que causam preocupações e que poderão encontrar orientações adequadas nas sedes competentes.

“Não esqueço, em particular, o apelo de paz que os senhores colocaram em minhas mãos na conclusão da Assembléia do Sínodo dos Bispos no último mês de outubro. E, falando de paz, o meu pensamento vai, em primeiro lugar, às regiões do Oriente Médio. Aproveito a ocasião para dar o anúncio da Assembléia Especial do Sínodo dos Bispos para o Oriente Médio, por mim convocada e que se realizará de 10 a 24 de outubro de 2010, sobre o tema, ”A Igreja católica no Oriente Médio: comunhão e testemunho: “A multidão dos que haviam acreditado era um só coração e uma só alma.” (At 4,32).

O Papa concluiu suas palavras invocando a materna intercessão de Maria Santíssima, concedendo a Benção Apostólica a todas as Igrejas Orientais Católicas.

Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano.

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!