"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Papa recebe Bispos do Rio Grande do Sul

O Papa Bento XVI recebeu hoje, 30, no Vaticano, os bispos de 11 das 18 dioceses do Rio Grande do Sul (Regional Sul 3), que iniciaram na sexta-feira, 27, sua visita ad Limina.

Encontraram-se com o Papa o Arcebispo de Porto Alegre, Dom Dadeus Grings, e dois auxiliares, Dom Remídio José Bohn, e Dom Alessandro Carmelo Ruffinoni.

Bento XVI recebeu ainda os bispos de Cachoeira do Sul, Dom Irineu Sílvio Wilges; de Erexim, Dom Girônimo Zanandréa; de Novo Hamburgo, Dom Zeno Hastenteufel; de Osório, Dom Jaime Pedro Kohl; de Pelotas, Dom Jacinto Bergmann; de Rio Grande, Dom José Mário Stroeher; de Santa Cruz do Sul, Dom Aloísio Sinésio Bohn; de Santa Maria, Dom Hélio Adelar Rubert; de Santo Ângelo, Dom José Clemente Weber; de Cruz Alta, Dom Frederico Heimler.

A visita dos Bispos do Rio Grande do Sul, prosseguirá até o dia 10 de dezembro. Essa será a última visita dos bispos brasileiros neste ano, elas serão retomadas em 2010. Na semana passada os Bispos de São Paulo concluiram a visita ad Limina.

Antes de sua viagem, Dom Dadeus explicou como serão as visitas ao Santo Padre, que foram preparadas a partir do envio de relatórios pelo bispos, em 2008, apresentando a realidade atual de suas dioceses. Além disso, o Arcebispo de Porto Alegre ressalta a importância da visita para os bispos do Rio Grande do Sul pois visitarão o túmulo do Papa Pio X em agradecimento pela criação da Província Eclesiástica no Rio Grande do Sul. Em 2010, a região comemora 100 anos de fundação da província, quando Porto Alegre passou a ser Arquidiocese e foram criadas as dioceses de Pelotas, Santa Maria e Uruguaiana.


Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Vida humana não é guiada por destino cego, explica Bento XVI

"Quem aprendeu o sentido da história descrito na Bíblia, sabe que as vicissitudes humanas não são guiadas por um destino cego, mas age nelas o Espírito Santo que suscita um diálogo maravilhoso dos homens com Deus, seu amigo". A afirmação foi feita pelo Papa Bento XVI na Audiência Geral desta quarta-feira no Vaticano.

O Papa recordou a vida de dois monges do século XII da Abadia de São Vítor, em Paris: Hugo e Ricardo, e os apresentou como exemplo de teólogos e filósofos crentes que se empenharam em mostrar a concórdia entre a razão e a fé. "Hugo de São Vítor estimulava a uma sã curiosidade intelectual, considerando como o mais sábio quem tiver procurado aprender qualquer coisa de todos."

O Pontífice destacou que "autores como eles nos movem à contemplação das realidades celestes e à admiração da Santíssima Trindade como modelo perfeito de comunhão."

Quanto mudaria o mundo se nas famílias, nas paróquias e em qualquer comunidade as relações tivessem como modelo as três Pessoas divinas, que não somente vivem com as outras, mas para as outras e nas outras, disse o Pontífice.

Naquele período, a Abadia de São Vítor contava com uma importante escola de teologia monástica e teologia escolástica. Neste contexto, Hugo ingressou na Abadia, primeiro como aluno e logo como mestre, alcançando uma fama notável, a ponto de ser chamado o "segundo Santo Agostinho", por sua dedicação às ciências profanas e à teologia. Hugo infundia em seus discípulos um constante desejo de conhecer toda a verdade.


Entre seus alunos, destacava-se o escocês Ricardo de São Vítor, que exerceu durante anos a função de Prior desta comunidade. Em seus ensinamentos, convidava os fiéis a um contínuo exercício das virtudes, para alcançar uma estável maturidade humana e, assim, poder aceder à contemplação e à admiração das maravilhas da sabedoria.

Saudação em português

"Saúdo o grupo de Alphaville e demais peregrinos de língua portuguesa, desejando que o exemplo das três Pessoas divinas – cada uma vive não só com a outra, mas para a outra e na outra – possa inspirar e animar as vossas relações humanas de todos os dias. Com estes votos, de bom grado a todos abençôo".

Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano


terça-feira, 24 de novembro de 2009

Mensagem do Papa para dia do migrante será divulgada sexta-feira

Nesta sexta-feira, 27, o Vaticano apresenta a mensagem do Papa Bento XVI para o Dia Mundial do Migrante e Refugiado, que será celebrado no dia 17 de janeiro de 2010.

O tema escolhido pelo Santo Padre foi "os migrantes e refugiados menores de idade" e será apresentado, em coletiva de imprensa, pelos responsáveis do Conselho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes.

Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Bispos de SP encerram visita Ad Limina ao Vaticano

Os Bispos de São Paulo concluem esta semana sua visita Ad Limina ao Vaticano. Os bispos do Regional Sul 1 da CNBB estavam em Roma desde o dia 6 de novembro e devem retornar ao Brasil na quinta-feira, 26.

O Papa Bento XVI deve receber hoje, 23, mais um grupo de bispos do estado, composto pelos bispos de Piracicaba, Dom Fernando Mason; de Lins, Dom Irineu Danelon; de São José do Rio Preto, Dom Paulo Mendes Peixoto; de Marília, Dom Osvaldo Giuntini; e de Botucatu, Dom Maurício Grotto de Camargo.

Nesta sexta-feira, 27, inicia-se a visita Ad Limina de cerca de 35 bispos dos Regionais Sul 3 e Sul 4, compostos pelos Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. A visita terá a duração de 12 dias.

Com os gaúchos e catarinenses, encerra-se a peregrinação 2009 dos bispos da CNBB. Ela será retomada em 2010, no mês de abril, pelos Regionais Centro-Oeste e Norte 2, que correspondem aos Estados de Goiás, Tocantins, parte de Mato Grosso, Distrito Federal e Pará.

Fonte: Canção Nova

domingo, 22 de novembro de 2009

Cristo veio para dar testemunho da verdade, afirma Papa

"É o poder do amor, que sabe extrair o bem do mal, comover o coração endurecido, levar a paz onde existe conflito, acender a esperança onde não tem luz". Com estas palavras, o Papa Bento XVI, em seu discurso antes da oração do Ângelus, neste domingo, 22, explicou que o poder real de Jesus não é o poder dos reis e dos grandes deste mundo. É o poder divino que doa a vida eterna, que liberta do mal e vence o domínio da morte. "Este Reino de Graça não se impõe, mas respeita sempre a nossa liberdade. Cristo veio para dar testemunho da verdade", completa o Pontífice.

Bento XVI ressaltou também, a partir da solenidade de hoje de Jesus Cristo, Rei do Universo, que o título de "rei" atribuído a Jesus é muito importante nos Evangelhos e dá uma leitura completa de Sua pessoa e Sua missão de salvação. De acordo com o Pontífice, da expressão "rei dos judeus", se chega ao título "Cristo, Rei do Universo, Senhor do cosmo e da história".

O Papa destacou que "no centro deste percurso de revelação da realeza de Jesus Cristo está mais uma vez o mistério de sua morte e ressurreição. Enquanto Filho de Deus, Jesus se entregou livremente à paixão, que significa a vitória do amor de Deus Pai sobre a desobediência do pecado. É oferecendo-se no sacrifício de expiação que Jesus se torna o Rei do Universo, como Ele mesmo declara aparecendo aos apóstolos depois da ressurreição."

Bento XVI ressaltou ainda a necessidade de que cada pessoa faça uma escolha. "A quem devo seguir? Deus ou o maligno? A verdade ou a mentira? Escolher Jesus Cristo não garante sucesso segundo os critérios do mundo, mas garante aquela paz e alegria que somente Ele pode dar", frisou o Papa.

Ao explicar sobre a paz que vem de Cristo, o Pontífice declara que ela foi vivida por homens e mulheres que, em nome de Cristo e em nome da verdade e da justiça, se opuseram aos poderes do mundo, pagando com o martírio a sua fidelidade a Cristo.

Por fim, o Papa sublinhou que Maria compreendeu o novo gênero da realeza de Cristo, ouvindo suas palavras e participando do mistério de sua morte e ressurreição, e concluiu pedindo a Nossa Senhora para que nos ajude a seguir Cristo, Rei do Universo e testemunhá-lo em nossa vida.


Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Pianista será único brasileiro no Encontro com o Papa

Responsabilidade e uma grande alegria. É com essas palavras que o Alvaro Siviero descreve a experiência de ser o único brasileiro convidado pelo Vaticano para participar do Encontro entre o Papa Bento XVI e os artistas. “Vou estar dividindo esse momento único de debate sobre a arte contemporânea e o papel dos artistas na vida da sociedade”, explica.

Essa não será a primeira vez que Alvaro terá contato com o Papa. Em 2007, quando Bento XVI fez sua viagem apóstolica ao Brasil, o pianista teve a oportunidade de se encontrar com o Sumo Pontifíce em seis ocasiões.

“A humildade, indiscutivelmente, é sua característica mais marcante, de onde provém esse poder de cativar os outros. As pessoas iam a Roma para ver João Paulo II e, hoje, vão a Roma para ouvir Bento XVI. Ele é um homem de uma 'peça só', que não busca ter personalidade dual para agradar a todos”, sublinha o pianista.

A programação do encontro acontece nesta sexta-feira, 20, e sábado, 21. Como seus predecessores, Bento XVI também é um grande incentivador do diálogo entre a Igreja e o mundo das artes.

“Os artistas têm desempenhado um papel decisivo na transmissão da mensagem do Evangelho, através da linguagem das formas e figuras, e permitem que os homens entrem em contato com o mundo invisível, o mundo da transcendência, o mundo de Deus”, explica o secretário do Pontifício Conselho para a Cultura, padre Bernard Ardura.


“O dom é um presente”

Alvaro é membro do Opus Dei e destaca que a relação entre criação artística e experiência religiosa é indiscutível. “A espiritualidade ajuda a dar uma visão mais correta sobre o que é o verdadeiro artista: enriquecimento pleno, contínuo e constante. O relato da criação nos conta que, quando o Onipotente viu toda sua obra, a considerou muito boa. O relato não diz que o Criador, olhando para si, afirmou que Ele próprio era muito bom”, relata.

Exatamente esse desfoque seria um dos riscos para a missão e papel do artista: “O artista não pode esquecer que, no ato da criação, se enriquece como pessoa, até mesmo porque o dom é um dom, é um presente, uma coisa que não nos pertence, somos apenas portadores”.

O verdadeiro artista deveria ter essa consciência muito clara de que seu dom “é um serviço ao encantamento a favor do homem”. “A beleza absoluta total não está no artista. O bom artista é como uma vidraça – quanto mais limpo, quanto menos é visto, mais luz passa. O verdadeiro artista não busca popularidade fácil, o exibicionista sim”, ressalta o pianista.

“Esse encontro será um momento de reflexão. O artista deve ter consciência de que deve ser como um envelope que leva uma carta. O conteúdo é a carta, é o conteúdo que interessa. O envelope a gente amassa e joga fora. A admiração, por definição, sempre recai sobre a obra, não sobre o artista em si – ele deve ser apenas um instrumento para o encantamento das pessoas”, finaliza.
Fonte: Canção Nova

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Bispos brasileiros celebram Missa na Catedral do Papa

Os bispos de São Paulo que participam a visita Ad Limina ao
Vaticano celebraram nesta quarta-feira, 18, a última das quatro Missas realizadas nas basílicas patriarcais de Roma. Um momento de muita emoção na Basílica de São João de Latrão, sede da diocese do Papa Bento XVI.

Fonte: Canção Nova em Roma

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Primeiro passo para beatificação de João Paulo II poderia ter sido dado hoje, diz vaticanista

O prestigioso vaticanista italiano, Andrea Tornielli, deu a conhecer hoje que o primeiro passo para a beatificação de João Paulo II teria sido dado depois da reunião da Congregação para as Causas dos Santos na qual teria sido decretado o heroísmo de virtudes do Papa Peregrino.

Tornielli explica que o que falta agora para a promulgação do mencionado decreto sobre o heroísmo de virtudes seria a assinatura do Papa Bento XVI, "que poderia chegar no Natal, quando o Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, o Arcebispo Angelo Amato, o colocará nos trabalhos dos cardeais.

Uma vez assinado o decreto, diz o vaticanista, será "atribuído o título de ‘venerável’ ao Papa Wojtyla".

"Uma vez promulgado oficialmente o decreto, dever-se-á então completar o processo sobre um milagre atribuído à intercessão de João Paulo II".

Este milagre, comenta Tornielli, seria "a cura de uma irmã francesa de Parkinson: o caso será tratado primeiro pela consulta médica da Congregação das Causas dos Santos, logo pelos teólogos e finalmente pelos cardeais. Só então, logo depois de uma final e definitiva confirmação de Bento XVI, o Papa Wojtyla poderá ser beatificado".

Fonte: ACI

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Vaticano apresenta congresso sobre deficientes auditivos

O presidente do Conselho Pontifício da Pastoral da Saúde (CPPS), Dom Zygmunt Zimowski, apresenta nesta terça-feira, 17, o programa da 24.ª Conferência Internacional promovido pelo CPPS, que se realizará no Vaticano de 19 a 21 de Novembro, este ano dedicada ao tema "Effatá! O deficiente auditivo na vida da Igreja".

Na conferência de imprensa tomarão parte, ainda, Dom José L. Redrado, secretário do CPPS; o padre Jean-Marie Mpendawatu, subsecretário do mesmo Conselho Pontifício; padre Savino Castiglione, da “Pequena Missão para os surdos-mudos”; o médico Marco Radici, otorrinolaringologista no Hospital São João de Deus em Roma.

Referindo-se à apresentação do programa ao Papa, Dom Zimowski, disse ao jornal "L'Osservatore Romano" que "a finalidade da escolha deste tema é oferecer à Igreja uma oportunidade para valorizar a contribuição dos deficientes auditivos nos diversos campos de apostolado, dando, assim, pleno reconhecimento à relevância da sua atuação".

Para a preparação do programa, foram determinantes as contribuições da "International catholic foundation for the service of deaf persons" e da congregação religiosa "Pequena Missão para os surdos-mudos".

"As conferências propõem-se enfrentar, sob os aspectos sociológico, psicológico, médico, familiar e, sobretudo, pastoral, a condição das pessoas surdas. Além desses temas, terão lugar algumas mesas-redondas com experiências concretas de grupos familiares e de deficientes auditivos”, disse o presidente do Conselho Pontifício da Pastoral da Saúde.

O objetivo é sensibilizar toda a comunidade e dar impulso para "ações concretas e eficazes, em nível social e eclesial, para aliviar as dificuldades dos surdos".

Fonte: Canção Nova e Ecclesia

sábado, 14 de novembro de 2009

Católicos devem anunciar a Cristo na Internet, diz autoridade vaticana

O Secretário do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, Dom Paul Tighe, assinalou que os católicos, quando estão na Internet, "não anunciam uma mensagem qualquer" mas estão ali também para "anunciar, explicar, aprofundar a Palavra de Cristo, que pode tocar os corações de todos e que nos convida continuamente a um caminho comum de fé e serviço".

Assim o expressou o Prelado em sua intervenção na reunião da Comissão Episcopal Européia para a Mídia (CEEM) que se realiza no Vaticano. Seguidamente ressaltou a importância de que os católicos entendam e conheçam a potencialidade de Internet. "O desafio para nós homens de Igreja está em pensar em como podemos estar presentes neste mundo de maneira útil e inteligente. Não é sozinho um problema tecnológico. É necessário encontrar uma estratégia, a linguagem justa para expressar os conteúdos de nosso ministério, de nossa missão, uma linguagem que não seja apenas textual mas também visual, que atraia ao visitante também com as imagens, disse o Prelado.

Ao falar logo do desafio do relativismo, D. Tighe destacou que para vencê-lo é "fundamental dar informação veraz, correta, irrefutável, dar respostas concretas às perguntas mais urgentes. Também no mundo da interatividade, o relativismo se combate com a certeza, com a verdade".

Na sessão desta sexta-feira também intervieram Christian Hernández Galhardo, do Facebook, Christophe Muller, diretor das sociedades do YouTube no sul e leste da Europa, Meio Oriente e África, Delphine Ménard, da Wikimedia France, e Evan Prodromou, do Status.net-identica.ca; quem explicou a filosofia, a metodologia e o funcionamento dos instrumentos que dirigem em suas empresas, instrumentos que chegam a todos.

Fonte: ACI

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

O Papa Bento XVI navega na Internet e usa correio eletrônico

O Presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, Dom Claudio Maria Celli, afirmou que o Papa Bento XVI navega na Internet e usa correio eletrônico, pois aprecia as novas tecnologias.

Assim o indicou o Prelado vaticano em declarações ao programa Studio Aperto (Estudo Aberto) da cadeia a Itália 1, aonde também assinalou que "o Papa manda também seus e-mails pessoais. Ele o Faz! Ele aprecia muito as novas tecnologias. Não tem um endereço de correio dedicado mas todos os mails chegam e saem do Vaticano".

Dom Celli disse ademais que embora seja certo que o Papa "não consegue responder às milhões de mensagens que chegam à sua caixa postal" é seguro que "oferece suas orações por todos aqueles que o escrevem".

"A Internet –conclui o Arcebispo– é um meio excelente de comunicação. Procuramos estar presentes onde estão as pessoas, sobretudo os jovens".

Fonte: ACI

Vaticano discute novas ferramentas da Internet

Começou nesta quinta-feira, 12, no Vaticano, o encontro dos presidentes da Comissões Episcopais responsáveis pelos meios de comunicação na Europa. Até o próximo domingo, 15, os bispos se encontrarão com os representantes da redes sociais Facebook, Google, Youtube, Identi.ca e da enciclopédia multilíngüe online livre, Wikipédia. Além disso, um hacker suiço também estará presente nos debates.

Redes sociais, sistemas de busca, compartilhamento de vídeos, microblogues e enciclopédias online são assim trazidos para o centro do debate sobre o tema "A cultura da Internet e a comunicação da Igreja".

Os participantes da assembleia da Comissão Episcopal Europeia para os Meios de Comunicação (CEEM) irão refletir questões como: quais são as implicações da presença da internet para a missão da Igreja? Onde está e qual é a nova cultura veiculada pela internet? Como a internet entrou na pastoral cotidiana das dioceses e das paróquias? Como a Igreja consegue encarnar a mensagem cristã na atual cultura da interatividade?

Os meios de comunicação se tornam sempre mais um espaço social e cultural e os participantes analisarão como a internet muda também as práticas religiosas, sobretudo entre os cristãos. Um sociólogo ajudará os participantes a compreenderam a relação entre jovens e internet.

"A 'geração web' é, seguramente, a que é mais sensível à presença constante da Internet na nossa vida, para o bem e para o mal", assegura o CEEM.

Por isso mesmo o hacker foi convidado para o encontro, para mostrar esta outra cultura "paralela e geralmente ignorada pela Igreja". Através do testemunho do jovem hacker suíço e de um responsável na luta contra a criminalidade na rede, da Interpol (Polícia Internacional), os participantes tentarão compreender o fenômeno, falando ainda dos limites tecnológicos e jurídicos da internet, além de como defender-se em caso de ataques na rede.

A CEEM é uma comissão especializada do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) que acompanha o desenvolvimento da mídia e das comunicações eclesiais, favorece o trabalho das Conferências Episcopais no campo da comunicação e elabora escolhas de política midiática.

Fonte: Canção Nova e Agência

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Bispos de SP celebram Missa na Basílica de Santa Maria Maior

Os bispos do estado de São Paulo prosseguem a visita Ad Limina ao Vaticano. Nesta quarta-feira, 11, os bispos viveram mais um momento de espiritualidade, em Roma. A Missa celebrada em uma das quatro Basílicas Papais, na Igreja de Santa Maria Maior.

Não é todo dia que escutamos um português tão bem pronunciado dentro de uma Basílica Papal de Roma. Mais uma vez os bispos de São Paulo, que fazem parte do grupo Regional Sul 1, da CNBB, celebraram uma Missa na grande basílica de Santa Maria Maior.

O celebrante foi Dom Raymundo Damasceno, Arcebispo de Aparecida, São Paulo. Durante a homilia o bispo enfatizou que todos estavam ali por uma mesma intenção: Que Nossa Senhora interceda por cada diocese ali representada.

O Cardeal de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, disse estar com expectativa para o discurso do Papa que acontece no próximo sábado.

E, ao recordar a visita de Bento XVI à São Paulo, destacou que esta Ad Limina é uma oportunidade de levar ao Santo Padre também a gratidão por esta visita ao povo brasileiro em 2007.

Fonte: Canção Nova, Roma

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Papa nomeia novo bispo para Lages (SC)

Foi nomeado pelo papa Bento XVI, nesta quarta-feira, 11, o frei Irineu Andressa, da Ordem dos Frades Menores (OFM), como novo bispo da diocese de Lages (SC).

Ele sucede dom Oneres Marchiori, que apresentou seu pedido de renúncia e foi aceito pelo pontífice, conforme o cânon 401.1 do Código de Direito Canônico.


Frei Irineu atualmente é pároco da paróquia de Sant’Ana, em Herculândia, diocese de Marília (SP).


Ele é natural de Iacri, estado de São Paulo, onde concluiu seus estudos primários. Seu postulado foi feito em Guaratinguetá (SP), em 1972; o noviciado foi em Rodeio (SC), e entre 1974 e 1978 cursou filosofia e teologia no Instituto Franciscano de Petrópolis (RJ).


Frei Irineu foi ordenado sacerdote em 16 de dezembro na cidade de Iacri, por dom Daniel Thomazella.


Desde 1979 o franciscano exerce a função de pároco, que ocorreu em sete paróquias diferentes, no interior de São Paulo.


Fonte: CNBB

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Vaticano publica normas para o regresso dos anglicanos

O Vaticano publicou nesta segunda-feira, 9, a Constituição Apostólica Anglicanorum coetibus, que apresenta as normas para o regresso dos grupos anglicanos à Igreja Católica, assim que os mesmos o solicitem.

O documento havia sido anunciado no dia 20 de outubro pelo prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Cardeal William Levada. Na ocasião, ele destacou os “numerosos pedidos” de grupos de clérigos e fiéis anglicanos que desejam “entrar em comunhão plena e visível” com Roma.

A Constituição Apostólica introduz uma estrutura canônica que possibilita uma “reunião corporativa”, estabelecendo ordinariatos pessoais. Sendo assim, os fiéis anglicanos poderão entrar na Igreja Católica e preservar os elementos específicos de sua liturgia e espiritualidade.

Sacerdotes

Este modelo prevê que os sacerdotes anglicanos já casados poderão tornar-se sacerdotes católicos, enquanto os bispos não deverão ser casados.

O documento cita a Encíclica Sacerdotalis Caelibatus, de Paulo VI (1967), em que se admitia “o estudo das condições peculiares de sacerdotes casados, membros de Igrejas ou comunidades cristãs ainda separadas da comunhão católica, os quais desejando aderir à plenitude desta comunhão e nela exercer o sagrado ministério, forem admitidos às funções sacerdotais”.

Isso não significa uma mudança na disciplina da Igreja Católica quanto ao “celibato” dos padres. O Papa Bento XVI afirma que a regra será a admissão de “celibatários” como padres, no futuro, embora admita que se possa solicitar a admissão de homens casados, verificando “caso por caso”.

O entendimento foi conseguido de comum acordo com a Comunhão Anglicana e trata-se de um desenvolvimento do caminho ecumênico que a Igreja Católica está decididamente intencionada a prosseguir na estrada traçada pelo Concilio Vaticano II.

Quanto aos seminaristas, serão formados “juntamente” com os da Diocese, especialmente nas áreas doutrinais e pastorais, mas prevê que os futuros padres dos ordinariatos pessoais agora criados tenham uma formação no “patrimônio anglicano”.

Diálogo ecumênico

A Congregação para a Doutrina da Fé publicou um conjunto de normas complementares, que irão guiar a implementação desta Constituição. Para o Vaticano, este documento de Bento XVI abre “uma nova avenida para a promoção da unidade dos cristãos”, assegurando, ao mesmo tempo, a “legítima diversidade” na expressão da fé comum.

É sublinhado que não se trata de uma iniciativa da Santa Sé, mas de um “resposta generosa do Santo Padre às legítimas aspirações destes grupos anglicanos”.

Fonte: Canção Nova e Agência

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Bento XVI recebe bispos do estado de São Paulo

O Regional Sul 1 (Estado de São Paulo) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) inicia hoje, 6, sua visita ad Limina.

O Papa Bento XVI recebe esta manhã, no Vaticano, o Bispo de Santos, Dom Jacyr Francisco Braido, o Bispo de São Miguel Paulista, Dom Manuel Parrado Carral, o Bispo de Bauru, Dom Caetano Ferrari, e o Bispo de Piracicaba, Dom Fernando Mason.


O Regional Sul 1 engloba seis arquidioceses, 36 dioceses e duas eparquias de rito oriental, num total de cerca de 70 bispos. A visita encerra-se no dia 26.


Ainda hoje, o Papa recebe o presidente da República do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, o prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Cardeal William Joseph Levada, e o presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, Cardeal Walter Kasper.
Fonte: Rádio Vaticano

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Finados 2009 Celebração Presidida por D. Moacyr Vitti







Bento XVI receberá presidentes da Argentina e Chile

Em comemoração aos 25 anos da assinatura do Tratado de Paz e Amizade de 1984, as presidentes do Chile, Michelle Bachelet, e da Argentina, Cristina Fernández Kirchner, vão visitar o Papa Bento XVI, no próximo dia 28 de novembro.

O objetivo da audiência é recordar a mediação do Papa João Paulo II, que na época afastou o perigo de uma guerra entre os dois países que disputavam a soberania do Canal de Beagle. Também será a oportunidade para celebrar as boas relações atuais entre Santiago e Buenos Aires.



Para a presidente Bachelet, "a superação das antigas hipóteses de conflito deu lugar a uma nova etapa de cooperação, transparência, confiança e associação política, para projetar de maneira conjunta nosso esforço para construir uma região e um mundo mais estável".



As presidentes chegarão ao Vaticano no mesmo carro, que terá as bandeiras de Chile e Argentina. Trata-se da primeira vez também que Bento XVI receberá duas chefes de Estado juntas.

Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano.


segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Finados 2009

Hoje 02/11/2009, foi celebrada a Santa Missa de Finados em frente ao cemitério Agua Verde em Curitiba Paraná.

A missa foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Curitiba, D. Moacyr José Vitti (foto).

Centenas de pessoas compareceram ao local para prestar suas homenagem aos seus finados.

Cesar da Rocha Pires.

"Pela morte e ressurreição de Cristo se abre para nós a casa do Pai, Reino de vida e de paz", afirma Bento XVI

.- Milhares de fiéis e originais chegados de todas as partes do mundo se reuniram este meio-dia na Praça de São Pedro para rezar o Ângelus dominical com o Papa Bento XVI, quem desde a janela do Palácio Apostólico recordou que só seguindo a Cristo nesta vida seremos acolhidos por Ele mesmo no céu.

O Santo Padre definiu a Solenidade de Todos os Santos como um convite “à Igreja peregrina na terra a pré-saborear a festa sem fim da Comunidade celeste e reavivar a esperança na vida eterna”.
“Neste Ano Sacerdotal eu gosto de recordar com especial veneração os Santos sacerdotes, tanto aqueles que a Igreja canonizou, propondo-os como exemplo de virtudes espirituais e pastorais; assim como aqueles –muito mais numerosos– que são conhecidos pelo Senhor. Cada um de nós conserva grata memória de algum deles, que nos ajudou a crescer na fé e nos fez sentir a bondade e a proximidade de Deus”, disse o Pontífice.

Da mesma forma o Papa fez referência à comemoração, no dia de amanhã, de todos os fiéis defuntos, convidando a “viver este dia segundo o autêntico espírito cristão, quer dizer à luz que provém do Mistério pascal. Cristo morreu e ressuscitou e abriu a passagem à casa do Pai, o Reino da vida e da paz”. “Quem segue a Cristo nesta vida é acolhido onde Ele nos precedeu. (…) Suas almas –de nossos seres queridos- já ‘estão nas mãos de Deus’. O modo mais eficaz e próprio de honrá-los é rezar por eles, oferecendo atos de fé, de esperança e de caridade. Em união ao Sacrifício eucarístico, podemos interceder por sua salvação eterna e experimentar a mais profunda comunhão à espera de nos re-encontrarmos juntos, gozando para sempre do Amor que nos criou e redimiu”, acrescentou Bento XVI.

Antes de iniciar a oração do Ângelus o Papa enfatizou que a comunhão dos Santos “é uma realidade que infunde uma dimensão diversa a toda nossa vida. Não estamos sozinhos. Somos parte de uma companhia espiritual em que reina uma profunda solidariedade: o bem de cada um é ajuda para todos, e vice-versa, a felicidade comum se irradia em cada um”. Seguidamente Sua Santidade rezou o Ângelus, repartiu sua Bênção Apostólica e saudou os presentes em diversos idiomas.

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!