"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

domingo, 13 de dezembro de 2009

Menino Jesus que colocamos no presépio é coração do mundo, diz Papa

A verdadeira alegria é sentir que a nossa existência pessoal e comunitária é visitada e enchida por um grande mistério, o mistério do amor de Deus. Foi o que afirmou o Papa Bento XVI no Ângelus deste domingo, 13, aos cerca de 50 mil peregrinos reunidos na Praça de São Pedro, no Vaticano.

“Para nos alegrarmos precisamos não só de coisas, mas de amor e de verdade. Precisamos de um Deus próximo de nós que aquece o nosso coração e responde às nossas expectativas profundas. Este Deus se manifestou em Jesus nascido da Virgem Maria. Portanto, aquele Menino Jesus que colocamos na gruta ou no presépio é o centro de tudo, é o coração do mundo”, salientou o Papa.

Ao pedir a oração dos fiéis, Bento XVI pediu que cada homem, a exemplo da Virgem Maria, possa acolher como centro da própria vida o Deus que se fez Menino, fonte da verdadeira alegria. "A Mãe Igreja, enquanto nos acompanha para o Santo Natal, nos ajuda a redescobrir o sentido e o gosto da alegria cristã, tão diferente daquela do mundo", completou.

Na ocasião o Santo Padre também abençoou as imagens do Menino Jesus, que depois serão colocadas nos presépios das famílias, das escolas e das paróquias.

Depois da recitação do Ângelus, o Santo Padre recordou quatro missionários mortos nos últimos dias, em diversas regiões da África, e invocou a paz e reconciliação para o mundo: "Esta semana chegaram tristes notícias sobre a morte de quatro missionarios. Trata-se dos padres Daniel Cizimya, Luís Blondel e Gerry Roche e da Irmã Denise Kahambu. Foram testemunhas fiéis do Evangelho que souberam anunciar com coragem também com o risco da própria vida".

Por fim, o Pontífice manifestou sua proximidade às famílias e comunidades que vivem esta dor, convidando todos a se unirem à sua oração para que o Senhor os acolha em Sua Casa, console todos aqueles que chorama a sua perda e traga com a sua vinda reconciliação e paz.

Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!