"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Morre bispo emérito de Uberlândia

Moreu na madrugada desta quinta-feira, 3, o bispo emérito de Uberlândia (MG), Dom Estevão Cardoso de Avelar. Seu corpo está sendo velado na Catedral Santa Teresinha, no centro de Uberlândia. Missas serão celebradas a cada duas horas. A última será às 20h, seguida de sepultamento do corpo na cripta da catedral.

“Dom Estêvão era um homem muito vivaz, empenhado na evangelização, na luta pela justiça e nas causas sociais em espírito de profunda fé”, disse o Bispo Diocesano de Uberlândia, Dom Paulo Francisco Machado.



Dom Estêvão fez 92 anos no dia 4 de novembro. Nascido na cidade mineira de Três Corações, foi ordenado padre em 6 de outubro de 1946, tendo feito seus estudos de filosofia no seminário de Mariana e de teologia na Ordem Dominicana, finalizado na França.



Ordenado bispo em 26 de setembro de 1971, Dom Estêvão foi bispo prelado de Marabá e de Conceição do Araguaia, no estado do Pará. Em 1978, foi transferido para a Diocese de Uberlândia até se tornar emérito em 1992. Foi também vice-presidente do Regional Norte 2 da CNBB (Minas Gerais e Espírito Santo). Seu lema era "Amou-os até o fim".



Antes de bispo, Dom Estevão foi mestre de noviços, prior do Convento de Belo Horizonte (MG) e do Convento do Rio de Janeiro (RJ), e mestre de Estudantes do Convento de São Paulo (SP).



“Dom Estêvão era um grande pregador. Foi ele quem imprimiu a marca da Diocese de Uberlândia”, disse Dom Paulo. Mesmo com a saúde debilitada, Dom Estêvão fez questão de participar, no ano passado, da posse de Dom Paulo em Uberlândia. “Ele saiu da celebração aplaudido pela multidão, o que demonstra como era querido pelo povo”, completou Dom Paulo.



Fonte: CNBB


Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!