"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Papa pede solidariedade "a todos" para ajudar Chile

Cidade do Vaticano, 28 fev (EFE).- O papa Bento XVI expressou hoje solidariedade ao Chile, rezou pelas vítimas do terremoto e pediu "a todos", especialmente às organizações eclesiásticas, que ajudem os mais prejudicados pela catástrofe.

"Meu pensamento está no Chile e nas povoações prejudicadas pelo terremoto que deixou várias vítimas e grandes danos. Rezo pelos mortos e me sinto espiritualmente junto às pessoas afetadas por essa grave calamidade", disse o pontífice perante milhares de pessoas que, na Praça de São Pedro, assistiram à oração do Angelus.

O papa implorou a Deus que alivie o sofrimento das pessoas no Chile "e lhes dê forças para superar a adversidade".

"Tenho certeza que não faltará a solidariedade de todos, em particular das organizações eclesiásticas", acrescentou Bento XVI em italiano.

Depois, falando em espanhol, o papa Ratzinger reiterou que se sentia "particularmente próximo à querida população chilena afetada pelo grande terremoto".

O Governo chileno confirmou pelo menos 300 mortos no terremoto, que chegou a ser sentido em alguns bairros de São Paulo e teve 8,8 graus de magnitude na escala Richter, segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, em inglês).


Fonte: Agencia EFE

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Papa retoma atividades após uma semana de exercícios espirituais

Cidade do Vaticano, 27 fev (EFE).- O papa Bento XVI retomou neste sábado suas atividades, após manter-se afastado da vida pública durante uma semana em exercícios espirituais, por ocasião da quaresma.

O Pontífice encerrou os exercícios, realizados na capela "Redemptoris Mater" do Vaticano junto com membros da Cúria, com um breve discurso no qual disse que o homem não é perfeito, mas precisa das relações com os outros, de escutar "e, sobretudo, de Deus".

Bento XVI agradeceu ao salesiano Enrico dal Covolo, encarregado das meditações, as propostas feitas, que "nos guiam pelo caminho de renovação" do sacerdócio.

Dal Covolo apresentou em suas meditações cinco "exemplos" do sacerdócio, entre eles o do venerável papa João Paulo II e Ignacio de Antioquia.

Bento XVI destacou que a figura de João Paulo II "nos empurra" a imitar e assinalou que com o papa Wojtyla percebeu totalmente o "significado" de ser um sacerdote.

O papa Ratzinger dirigirá no domingo a reza do ângelus a partir do balcão de seu apartamento em frente à Praça de São Pedro do Vaticano, cerimônia que costuma atrair milhares de fiéis do mundo todo e na quarta-feira realizará a audiência pública.


Fonte: EPA-European Pressphoto Agency

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Cartaz oficial da visita do Papa acaba de ser divulgado

O cartaz, o tema e o logótipo da viagem do Papa Bento XVI a Portugal, que decorre de 11 a 14 de Maio próximo, acabam de ser apresentados em conferência de imprensa. No cartaz, que o PÚBLICO aqui apresenta, destacam-se o protagonista e o destino da viagem: “Papa Bento XVI Portugal 2010”, legenda colocada sob uma cruz em castanho claro. A esperança, tema da visita papal, aparece em cima, à direita, com o lema escolhido: “Contigo a caminho da esperança – Sabedoria e Missão”.

Uma fotografia do Papa Ratzinger a acenar é o outro elemento que mais sobressai no cartaz oficial, apresentado por D. Carlos Azevedo, bispo auxiliar de Lisboa e coordenador da Conferência Episcopal Portuguesa para a visita de Bento XVI.

O cartaz apresenta ainda as cidades em que o Papa vai estar, as datas e os principais actos públicos do programa português de Ratzinger: “Lisboa Fátima Porto, 11-14 Maio”. Os pontos do programa em destaque são a chegada ao aeroporto e a missa na Praça do Comércio (dia 11), os encontros com o mundo da cultura e com o clero (dia 12), a missa da peregrinação a Fátima e o encontro com membros das instituições sociais (dia 13) e a missa e a despedida no aeroporto Francisco Sá Carneiro (dia 14).

No fundo do cartaz, remete-se ainda para o telefone e o sítio oficial da visita na internet e apresenta, em baixo, o logótipo: sobre um fundo entre o dourado e o castanho (substituído no cartaz pelo branco, onde se recortam as letras), lê-se de novo a legenda “Papa Bento XVI Portugal 2010”, encimada por uma pequena cruz branca e apresentando a legenda “Viagem apostólica de Sua Santidade Bento XVI a Portugal”.

Fonte: publico.pt

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Haiti receberá ajuda de congregações religiosas brasileiras

Uma comunidade de religiosos e religiosas brasileiros será formada para ajudar o povo do Haiti e atender especialmente as crianças mutiladas, vítimas do terremoto que devastou o país no dia 12 de janeiro. A comunidade residirá em Porto Príncipe e terá o tempo de duração de cinco a dez anos. Será composta de religiosas médicas, enfermeiras, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e pedagogas pertencentes a diversas Congregações.

A iniciativa faz parte de um projeto de ajuda da Igreja do Brasil ao povo e à Igreja do Haiti e recebeu a aprovação do Conselho Episcopal Pastoral da CNBB (Consep), na quarta-feira, 24. Em fase de elaboração, o projeto terá a coordenação do Conselho Missionário Nacional (Comina), que reúne as forças missionárias da Igreja no Brasil, CNBB (através da Comissão para Ação Missionária e Cooperação Intereclesial e do Centro Cultural Missionário), Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) e Pontifícias Obras Missionárias, com apoio da Cáritas Brasileira, do Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB) e da Associação Nacional de Educação Católica (ANEC).

De acordo com a presidente da CRB, Irmã Márian Ambrósio, o pedido de ajuda partiu da própria Conferência dos Religiosos do Haiti. "Já nos encontramos três vezes com a representante da Conferência dos Religiosos do Haiti, Irmã Gloria Inez Gonzalez Ramirez, missionária colombiana que está há 12 anos no Haiti, para discutir a ajuda", explica a religiosa. "Várias Congregações do Brasil já manifestaram desejo de enviar religiosos para o Haiti, mas queríamos fazer uma ação que fosse da Igreja do Brasil e para isso era importante a participação da CNBB".

Além de irmãs, a presidente da CRB diz que é muito importante a participação de padres e irmãos no projeto. "É muito importante a presença de padres conosco. Os maristas e os salesianos, por exemplo, já se prontificaram a enviar Irmãos para o trabalho", recorda.

Segundo Irmã Márian, outras iniciativas deverão constar no projeto. Uma das preocupações discutidas pelos bispos do Consep, por exemplo, é como ajudar a Igreja do Haiti em relação à formação dos seminaristas e à reconstrução de igrejas, casas paroquiais, seminários e casas de formação das congregações religiosas.

Todas estas ações serão acompanhadas também pelo Conselho Episcopal Latinoamericano (Celam), conforme informou o presidente da CNBB, Dom Geraldo Lyrio Rocha. Segundo disse, esta foi uma decisão tomada na reunião das Igrejas da América, realizada no início do mês, no Canadá. Com esta decisão, pretende-se evitar a dispersão de forças na ajuda da Igreja ao povo do Haiti.


Fonte: CNBB

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Papa viaja para Malta em abril: saiba mais sobre a Igreja no país

Bento XVI visitará um dos menores países europeus em meados de abril, entre os dias 17 e 18.

A República de Malta, que fica ao Sul da Itália, é composta por um arquipélago formado por cinco ilhas: Malta, Gozo, Comino, Cominotto e Filfla (as duas últimas são ilhotas desabitadas).

O motivo da visita é o 1950º aniversário de naufrágio de São Paulo. A Sala de Imprensa da Santa Sé divulgou alguns dados estatísticos sobre a Igreja Católica no país, referentes a 31 de dezembro de 2008.

População e estrutura eclesiástica
Com uma população aproximada de 443 mil pessoas, cerca de 418 mil são católicas - taxa de 94,4% da população. Há 85 paróquias e duas circunscrições eclesiásticas (divisões territoriais e administrativas da Igreja).

Pessoas engajadas na atividade de apostolado
Até o final do ano passado, havia nove bispos, 453 sacerdotes diocesanos e 400 sacerdotes religiosos, bem como 61 religiosos não sacerdotes, 1.082 religiosos professos, 43 membros leigos de Institutos Seculares e 1.231 catequistas.

Indicadores de cuidado pastoral
Há uma média de 490 católicos por sacerdote, 10 sacerdotes para cada centro pastoral e 26,3 sacerdotes por cada 100 pessoas engajadas na atividade de apostolado.

Vocações sacerdotais
São 269 seminaristas menores e 91 maiores, uma média de 20,56 maiores para cada 100 mil habitantes e 21,78 maiores para cada 100 mil católicos, bem como 10,67 maiores para cada 100 sacerdotes.

Centros de instrução de propriedade ou direito eclesiástico/religioso
Há 80 escolas, incluindo primárias (com 9.024 estudantes), secundárias (8.046 estudantes) e de nível superior (716 estudantes).

Centros caritativos e sociais de propriedade ou direito eclesiástico/religioso
As casas de acolhida para anciãos, inválidos e menores são 24, os orfanatos e berçários são 26. Os concultórios para famílias e outros centros para a proteção da vida somam nove instituições, enquanto os centros especiais de educação ou re-educação social são 24. As outras instituições desse segmento são quatro.


Fonte: Canção Nova

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

CNBB lança blog na internet

Nessa terça-feira, dia 23 de Fevereiro, a CNBB lançou seu blog na Internet, atendendo ao pedido de sua Santidade Bento XVI, na sua Mensagem para 44° dia mundial da comunicação social.
O assessor da CNBB, Padre Geraldo Martins, diz que essa é mais uma forma de evangelizar pela midia, assim alcançando mais fieis.
O blog conta com notícias actualizadas, e com uma forma diferenciada de abordar os temas, sem contar com os vídeos e o conteúdo de áudio.
Asp. Cesar da Rocha Pires.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Portugueses levarão às ruas indignação popular pela aprovação do "matrimônio" homossexual

.- A plataforma "Cidadania e Matrimônio" de Portugal anunciou a realização da manifestação cívica "pelo casamento, pela família" que se realizará este sábado 20 de fevereiro em Lisboa para expressar ao governo português sua indignação pela aprovação do "matrimônio" homossexual no parlamento que só "pode criar problemas para a sociedade".

Conforme assinalou Isilda Pegado, presidenta da Federação Portuguesa pela Vida, "depois de mais de 90 mil assinaturas terem sido entregues na Assembleia da República usamos agora outra forma de expressão da vontade popular: a manifestação pública. É uma manifestação que não se pretende contra ninguém, é uma manifestação pela liberdade deste povo a decidir quais são os destinos do país. É uma manifestação pelo casamento entre um homem e uma mulher e pela família como estrutura e célula da sociedade”, disse a presidenta em declarações reunidas pela agência Ecclesia.

Do mesmo modo, o Pe. Manuel Morujão, Secretário da Conferência Episcopal Portuguesa, afirmou que " A Igreja olha para esta movimentação com simpatia porque, seguramente, tudo aquilo que reforce os laços familiares e a estabilidade do casamento, do verdadeiro casamento, a Igreja aplaude".

A manifestação, segundo a informação divulgada pela agência Ecclesia, acabará numa “festa da Família”, apresentada por Sofia Guedes como um momento “divertido”, com actuações músicas que serão intercaladas por discursos, prometendo um momento de “alegria e esclarecimento”.

Zilda Arns. Ultimas Fotos





sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Papa Bento XVI proclamará seis novos santos em outubro

Entre os religiosos a serem canonizados está a primeira santa australiana, Mary Helen MacKillop

CIDADE DO VATICANO - O papa Bento XVI canonizará seis beatos no próximo dia 17 de outubro, segundo anúncio feito durante o Consistório ordinário público, reunião de cardeais presidida pelo Pontífice, realizado nesta sexta-feira, 19.

Entre os religiosos estará a primeira santa australiana, Mary Helen MacKillop, fundadora da Congregação das Irmãs de São José do Sagrado Coração. Ela foi beatificada por João Paulo II em 1995, durante sua visita ao país da Oceania.

As outras cinco canonizações incluem as de duas italianas: a idealizadora da Congregação das Irmãs Catequistas do Sagrado Coração, Giulia Salzano; e Camilla Battista Varano, religiosa da Ordem de Santa Clara.

Também serão santificados o sacerdote polonês Stanislaw Soltys, dos Cônegos Regulares Lateraneses; o religioso canadense Alfred Bessette, da Congregação da Santa Cruz; e a criadora da Congregação das Filhas de Jesus, a espanhola Cândida Maria de Jesus Cipitria y Barriola.

A cerimônia ocorrerá no Vaticano, em paralelo à Assembleia Especial para o Oriente Médio do Sínodo dos Bispos, marcada para os dias 10 a 24 de outubro deste ano.

João Paulo II

Havia rumores de que na mesma data também seria santificado João Paulo II, cujo processo de canonização tramita na Santa Sé. A solenidade ocorreria, desta forma, no aniversário da eleição do polonês como pontífice, em 16 de outubro de 1978.

As canonizações já haviam sido anunciadas anteriormente, mas a votação do Consistório ordinário público desta sexta-feira serviu para que os cardeais aprovassem a iniciativa.

Fonte: estadao.com.br

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Papa abençoa Campanha da Fraternidade e saúda brasileiros

O Papa Bento XVI abençoou a Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE) 2010 e saudou os brasileiros, em uma mensagem ao presidente da CNBB, Dom Geraldo Lyrio Rocha, por ocasião da abertura da CFE, realizada nesta quarta-feira de cinzas, 17, em todo o país.

"Implorando as maiores bênçãos de Deus sobre a Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2010, aproveito a ocasião para enviar aos meus irmãos e amigos do Brasil cordiais saudações com votos de todo bem em Jesus Cristo, único Salvador de todos!".: Leia a íntegra da mensagem do PapaO Papa iniciou a mensagem recordando que a Quaresma, tempo litúrgico iniciado ontem pela Igreja, é um período favorável de salvação, que trás consigo um forte apelo à reconciliação com Deus.

Ao comentar o tema da Campanha, Bento XVI desejou sucesso às Igrejas e Comunidades Eclesiais no Brasil, que decidiram unir esforços para ajudar as pessoas a se libertarem da escravidão do dinheiro. Recordando sua Mensagem para a Quaresma, o Pontífice destacou que a escravidão ao dinheiro e à injustiça "tem origem no coração do homem, onde se encontram os germes de uma misteriosa convivência com o mal."

Lançamento da Campanha da Fraternidade

Foi aberta nesta Quarta-feira de Cinzas, 17, em Brasília, a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010 (CFE), com o tema "Economia e Vida" e lema "Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro (Mt 6, 24)". O evento contou com a participação dos representantes das cinco Igrejas membros do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC), responsável pela Campanha deste ano, por ser ecumênica.

O representante da CNBB, no evento, o arcebispo de Montes Claros (MG), dom José Alberto Moura, leu a mensagem do Papa Bento XVI para a CFE.

Fonte: Canção Nova

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Missa de Quarta-feira de cinzas em Curitiba

Humor

Igreja lança Campanha da Fraternidade e fiéis iniciam quaresma

Objetivo da campanha, segundo CNBB, é construir economia que esteja a serviço da vida


Com o tema "Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro" (Mt 6,24c) a Igreja Católica lança hoje a Campanha da Fraternidade 2010.

De acordo com a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) objetivo é ajudar a construir uma economia que esteja a serviço da vida.

Fiéis começam nesta quarta-feira de cinzas ao período de quaresma, que antecede a ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no domingo de Páscoa. São 40 dias até a Semana Santa para reflexão e a conversão espiritual.

O bispo diocesano Osvaldo Giuntini explica que neste período os fiéis são convidados a fazer uma comparação entre suas vidas e a mensagem cristã expressa nos evangelhos.

Diocese de Marília promove programação religiosa em todas as igrejas com reuniões com temas específicos, vias sacras, missas especiais com sequência lógica e pedagógica, entre outros.

Segundo o bispo, este é o período em que o cristão deve se aproximar de Deus, visando o crescimento espiritual.

Grande parte dos fiéis faz jejuns, deixando de comer certos alimentos, como carne vermelha. “O período é um retiro espiritual voltado à reflexão, onde os cristãos se recolhem em oração e penitência para preparar o espírito para a acolhida do cristo vivo, ressuscitado no domingo de páscoa”, fala.

“Assim, retomando questões espirituais, simbolicamente o cristão está renascendo, como Cristo”, completa.


Fonte: Diário de Marília

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Documentos da Santa Sé sobre Pio XII estarão na internet

Serão publicadas em breve na Internet, as mais de 8 mil páginas dos "Atos e documentos da Santa Sé relativos à II Guerra Mundial" (Actes et documents du Saint-Sie'ge relatifs a' la Seconde guerre mondiale), redigidos pelos padres jesuítas Pierre Blet, Angelo Martini, Robert A. Graham e Burkhart Schneider. A obra, de onze volumes, foi publicada pela Livraria Editora Vaticana.

O material foi publicado por ordem de Paulo VI, e contém uma seleção ampla e detalhada dos documentos dos arquivos secretos do Vaticano sobre a II Guerra e o pontificado de Pio XII naqueles anos.



A iniciativa de disponibilizá-lo na Internet tem o apoio da Santa Sé, que aderiu ao pedido da Fundação "Faça o caminho" (Pave the Way Foundation-Ptwf), uma organização judaico-americana. Foi digitalizada uma antologia de 5.125 documentos

pertencentes aos Arquivos Secretos do Vaticano e datados entre março de 1939 e maio de 1945.



A Fundação PTW é uma organização concebida para remover os obstáculos entre as religiões, promover a colaboração e colocar fim ao abuso da religião para fins políticos.



Em entrevista à Zenit, o fundador e presidente Gary Krupp, diz que "ao desenvolver sua missão, constatou que o papado de Pio XII, na época da II Guerra, foi motivo de contestação. Este fato – explica – tem impacto sobre mais de um bilhão de pessoas. A publicação on-line de todo este material quer ser um serviço à verdade histórica".


Fonte: Rádio Vaticano

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Clericus Cup coloca padres e seminaristas em campo

A Clericus Cup, torneio de futebol para padres e seminaristas, retorna este ano com um olhar especial na Copa do Mundo da África do Sul.

O torneio mais religioso do mundo chega à sua quarta edição e será apresentado oficialmente na quinta-feira, 18, às 11h, na Sala Paulo VI, no Vaticano. O torneio é promovido pelo Centro Esportivo Italiano (CEI) e patrocinado pela operadora de energia A2A.

Serão 16 equipes em campo, divididas em dois grupos. O pontapé inicial está definido para sábado, 20, no Saint Peter's Oratory.

As partidas são internacionais, com jogadores de todos os continentes. Regulamento e condução do campeonato são quase 'mesmo que edição passada. Novas iniciativas devem ser anunciadas em virtude da Copa do Mundo.

Fonte: Petrus

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Bento XVI visita sem-tetos e defende um futuro digno para o ser humano

O Papa Bento XVI pediu neste domingo em Roma que todos os católicos e todos os homens de boa vontade construam umfuturo digno para o ser humano.

"Desejo incentivar não apenas aos católicos como a todos os homens de boa vontade, em particular aqueles que têm responsabilidades na administração e instituições, a se comprometerem com a construção de um futuro digno do ser humano", afirmou o Papa durante a vistia que fez a um centro de sem-tetos."A Igreja os ama profundamente e não os abandona", afirmou ainda aos moradores do centro.

O Papa recordou que sua visita faz parte do "Ano europeu de luta contra a pobreza e a exclusão social" e defendeu "um desenvolvimento autêntico de uma sociedade mais justa e fraterna".

Fonte: G1.com

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Católicos não são imunes à "praga do aborto", diz Papa a bispos

As famílias católicas não são imunes à praga do aborto, da corrupção, alcoolismo e drogas, bem como do controle de natalidade mediante métodos contrários à dignidade da pessoa humana. Para combater esses desafios, deve-se promover um aconselhamento paroquial que assegure uma adequada preparação para a vida conjugal e familiar, bem como organizar melhor a partoral juvenil", sublinha o Papa.

Bento XVI fez as indicações aos Bispos da Conferência Episcopal da Romênia (CER), recebidos em audiência na manhã desta sexta-feira, 12, durante a visita ad Limina.

"O florescimento de vocações sacerdotais e religiosas depende, em boa parte, da saúde moral e religiosa das famílias cristãs. Infelizmente, em nosso tempo, não são poucas as armadilhas para a instituição familiar em uma sociedade secularizada e desorientada", disse.

Frente a esses problemas, Bento XVI assegura que a Igreja deseja oferecer uma contribuição determinante e que permita lidar de frente com o processo de secularização em curso.

Ministério dos bispos

O Pontífice destacou que os bispos possuem como missão crucial a promoção da pastoral vocacional e a garantia de adequada formação para os candidatos ao sacerdócio nos seminários e outros institutos de formação.

Ele também lembrou que o ministério episcopal é extenso e exigente, já que deve "propor aos fiéis um itinerário de fé cristã madura e responsável". Ao mesmo tempo, pediu que os bispos sejam verdadeiros pais dos sacerdotes, seus primeiros e mais próximos colaboradores.


Ortodoxos

A Romênia é um país de maioria ortodoxa, embora haja uma significativa comunidade católica. Em maio do ano passado, completou-se 10 anos da história visita que João Paulo II fez ao país.

O Santo Padre pediu que o testemunho de freternidade prevaleça sobre as discórdias e divisões, e que os corações se abram à reconciliação.

"O desejo de unidade gerado por aquela visita alimenta a oração e o compromisso com o diálogo na caridade e na verdade, bem como a promover iniciativas comuns. Uma área de colaboração que, hoje, é particularmente importante entre ortodoxos e católicos é a que diz respeito à defesa das raízes cristãs da Europa e dos valores cristãos, assim como o testemunho comum em questões como a família, bioética, direitos humanos, honestidade na vida pública, ecologia", concluiu, indicando que esse diálogo construtivo será fermento de unidade e concordia para toda a Europa.

Fonte: Canção Nova.

Papa pede que mundo trate os doentes com mais humanidade

CIDADE DO VATICANO - O papa Bento XVI fez nesta quinta-feira, 11, um apelo para que o mundo trate os doentes com mais humanidade na missa que celebra o XVIII Dia Mundial do Doente e em memória a Nossa Senhora de Lourdes, que seria responsável por várias curas milagrosas.

"A medida da humanidade se determina essencialmente na relação com o sofrimento e os sofredores. Isso vale para o singular como para a sociedade", afirmou o chefe máximo da Igreja Católica durante a homilia.

Ele lembrou que o Conselho Pontifício para a Pastoral no Campo da Saúde foi instituído no Vaticano há 25 anos "para oferecer a própria contribuição e também promover um mundo mais capaz de acolher e curar os doentes como pessoas".

"Quis, na realidade, ajudá-los a viver a experiência da enfermidade de um modo humano, não os renegando, mas oferecendo-lhes um sentido" de enfatizar que a cura física e a espiritual estão profundamente entrelaçadas no evangelho de Cristo, declarou o Papa.

Para a celebração desta quinta-feira, as relíquias de Santa Bernardete Soubirous, a religiosa que teria visto uma aparição de Nossa Senhora em uma gruta da cidade francesa de Lourdes, foram depositadas no altar da Basílica de São Pedro.

A nave central ficou lotada de profissionais da saúde, voluntários, membros de entidades que organizam viagens de peregrinação ao santuário de Lourdes, pessoas enfermas -- muitas delas em cadeiras de roda -- e familiares. Também esteve presente na missa o ministro italiano de Saúde, Ferruccio Fazio.

Em sua mensagem para o XVIII Dia Mundial do Doente, divulgada em dezembro, Bento XVI exortou a Igreja Católica a se apresentar mais atenta e capilarmente junto aos doentes e à sociedade, a fim de transmitir com eficácia os valores de defesa da vida humana desde sua concepção até sua morte natural.

Fonte: Estadão.com.br

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Curitiba tem novo Bispo auxiliar


O Papa Bento XVI nomeou monsenhor Rafael Biernaski, que atualmente trabalha em Roma, como bispo auxiliar da arquidiocese de Curitiba (PR). Monsenhor Rafael atua na chefia de seção da Congregação para os Bispos, no Vaticano.



O Santo Padre acolheu a solicitação do arcebispo de Curitiba, Dom Moacyr José Vitti, de poder contar com a colaboração de um bispo auxiliar.

Monsenhor Rafael Biernaski é curitibano e nasceu no dia 10 de novembro de 1955. Ingressou no Seminário Arquidiocesano de São José, em 1968. Em 1975 entrou no Seminário Maior Rainha dos Apostólicos, cursou Filosofia na Universidade Católica do Paraná e Teologia no Studium Theologicum de Curitiba. Foi enviado a Roma para os estudos superiores junto à Pontifícia Universidade Gregoriana, obtendo o Mestrado e o Doutorado em Teologia Dogmática, em 2007.


Foi ordenado sacerdote no dia 13 de dezembro de 1981 pela Arquidiocese de Curitiba. Como sacerdote diocesano participa da União dos Presbíteros de Schoenstatt. Foi vice-coordenador arquidiocesano de Liturgia, diretor espiritual do Seminário São José e professor do curso para Formadores de Seminaristas, no México.




Fonte: CNBB

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Igreja e ativistas querem vetar candidatos com 'ficha suja'

Brasília, 5 fev (EFE).- O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), liderado pela Igreja Católica e por ativistas sociais, pressionou hoje novamente o Congresso para não modificar o projeto de lei que pretende vetar a participação nas eleições de outubro dos candidatos que enfrentam processos judiciais.

A organização disse em comunicado que está aberta ao diálogo para discutir o projeto, também chamado de "Lei da ficha limpa" e que está na pauta de votação da Câmara dos Deputados. No entanto, se mostrou contrária a "mudanças radicais" da iniciativa, como propõem congressistas governistas e de oposição.

O projeto de lei foi entregue em setembro passado ao Congresso com o apoio de um milhão e meio de assinaturas colhidas pelo MCCE.

A votação está prevista para março. Para que esteja em vigor nas eleições presidenciais, legislativas e de governadores do mês de outubro, ele deve ser sancionado no máximo em junho.

"A sociedade brasileira espera que não ocorram novos adiamentos na discussão e aprovação desse assunto, que está em primeiro lugar na pauta de interesse de todos os cidadãos e cidadãs", apontou em comunicado o secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Dimas Lara Barbosa.

O projeto contempla o veto para os candidatos condenados em primeira instância por corrupção eleitoral, captação ilícita de votos, atos eleitorais ilícitos ou desvio do dinheiro público e uma a cassação de oito anos dos direitos políticos.

Para os políticos de alto escalão protegidos por foro privilegiado, que não os permite serem julgados pela Justiça comum, a normativa proposta prevê o veto sem necessidade de uma condenação em primeira instância e só bastaria que um juiz aceitasse a denúncia. EFE

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

PAPA CRITICA EUTANÁSIA E VOLTA A DEFENDER LIBERDADE DA IGREJA

O papa Bento XVI condenou hoje, durante uma audiência com bispos escoceses, a prática da eutanásia e negou que a Igreja Católica seja uma instituição retrógrada e cheia de proibições.

"O apoio à eutanásia golpeia profundamente no coração o princípio cristão da dignidade da vida humana", afirmou o Pontífice. No final do mês passado, uma deputada escocesa que sofre do mal de Parkinson apresentou ao Parlamento local um projeto de lei sobre o suicídio assistido.

Bento XVI falou dos "desafios" trazidos pela grande presença "do secularismo" na Escócia, assinalando que "os recentes desenvolvimentos na ética médica e algumas práticas sustentadas no setor da embriologia são causa de grande preocupação".

O Papa comentou que frequentemente a Igreja "é percebida como uma série de proibições e de posições retrógradas", enquanto que "a realidade é que é criativa e geradora de vida, e direcionada para a plena realização possível do grande potencial para o bem e para a felicidade que Deus implantou em cada um de nós".

O Pontífice exortou os religiosos escoceses a "continuar a chamar os fieis a uma completa fidelidade", "sustentando e defendendo ao mesmo tempo o direito da Igreja de viver livremente na sociedade segundo sua fé".

Um pedido similar foi feito por Bento XVI a religiosos ingleses e galeses na segunda-feira. Na ocasião, o Papa fez referência implícita à Equality Bill, lei que está sob análise do parlamento britânico e que dá direitos de igualdade a homossexuais.

As críticas se dirigiam à obrigação a que instituições católicas de adoção estariam submetidas quanto a conceder a guarda de crianças a casais formados por pessoas do mesmo sexo. Segundo o Pontífice, as normas de igualdade contrariam a lei natural.

Ainda durante a audiência de hoje, o chefe de Estado do Vaticano fez um convite para que os religiosos prossigam nos esforços por uma "plena, visível unidade" entre os cristãos, mas sem ceder a pressões no sentido de "diluir a mensagem evangélica".

Bento XVI referiu-se aos bispos dizendo que a religião católica na Escócia "sofreu a tragédia da divisão" e disse ser "doloroso lembrar a grande ruptura (...) ocorrida há 450 anos" -- em referência à Reforma Protestante e à ascensão do calvinismo. O Papa afirmou que muitos progressos foram feitos na "cura das feridas herdadas daquela época, especialmente o sectarismo".

Na Escócia, a maioria da população é presbiteriana. O número de católicos é estimado em 690 mil pessoas, sendo que a população do país é de cerca de 6 milhões de habitantes.

Fonte: ANSA

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Dom Odilo participa de encontro sobre direito das crianças

O Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, vai participar da 19ª assembléia plenária do Pontifício Conselho para a Família, de 8 a 10 de fevereiro. O tema central do encontro será a situação atual dos direitos das crianças no mundo. Dom Odilo foi nomeado membro do Conselho em setembro do ano passado.

Os trabalhos serão abertos pelo Presidente do dicastério, o cardeal italiano Ennio Antonelli, com um relato sobre as atividades do Pontifício Conselho no último Encontro Mundial de Famílias, em janeiro de 2009, no México. Na sequencia, Dom Jean Lafitte e Dom Carlos Simón Vázquez, Secretário e Subsecretário do dicastério, apresentarão a proposta de um ‘vademecum’ para a preparação do matrimônio.


O dia 9 será inteiramente dedicado aos direitos da infância. Estão programadas várias palestras, inclusive com a participação do Observador Permanente da Santa Sé junto à ONU, Dom Silvano Tomasi, que fará um balanço sobre a atuação no mundo da Convenção Internacional da ONU em defesa das crianças.
No debate estarão também as violações dos direitos dos menores à luz desta Convenção, o papel das organizações não- governamentais no sistema da ONU, e uma reflexão histórico-filosófica dos direitos dos pais e das crianças.

Na conclusão, haverá uma mesa redonda sobre o tema das relações entre a família e as crianças, depois da qual, o Cardeal Ennio Antonelli apresentará as conclusões da plenária.

Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Bispo assassinado durante Missa pode ser beatificado

O Arcebispo de San Salvador, Dom José Luis Escobar Alas, confirmou que os bispos salvadorenhos pretendem enviar, ao Vaticano, uma carta a fim de apoiar o processo de beatificação de Dom Óscar Arnulfo Romero, arcebispo de San Salvador assassinado em 24 de março de 1980, enquanto celebrava a Missa.

"Nós como Igreja temos o desejo de que Dom Romero seja beatificado o quanto antes", afirma Dom Escobar Alas, numa coletiva de imprensa.

O prelado ressaltou que durante uma reunião a Conferência Episcopal decidiu escrever uma carta à Congregação das Causas dos Santos e foi formada uma comissão que está redigindo a missiva. "Esperamos que a assinatura de todos os nossos bispos ajude no processo de beatificação, que se encontra numa fase que nós não conhecemos, pois se trata de um procedimento reservado", frisou ele.

O Arcebispo de San Salvador disse ainda que a Conferência Episcopal aprovou os eventos eclesiais, religiosos e culturais com os quais se recordarão em todas as dioceses do país o 30° aniversário do assassinato de Dom Romero, que será lembrado também em todas as Igrejas da América Latina a fim de atualizar a sua herança espiritual e pastoral.

Além disso, a Igreja Católica em El Salvador pediu ontem ao presidente do país, Mauricio Funes, que interceda ao Governo da Guatemala a fim de que sejam tomadas medidas adequadas em relação à extração de minério, na fronteira entre os dois países, cujo trabalho polui alguns rios e lagos salvadorenhos.

"A atividade de extração de ouro e prata da mina 'Cerro Blanco' nos preocupa, pois parte das águas do Rio Lempa é extraída e tratada pela empresa nacional de água de El Salvador e depois distribuída no sistema de água potável para todo o país.

"A contaminação do Lago Güija, do Rio Guajoyo e do Rio Lempa é inevitável. Por isso, pedimos ao nosso Governo para que interceda ao Governo da Guatemala a fim de frear a exploração da mina", finalizam os bispos salvadorenhos.

Fonte: Canção Nova e Rádio Vaticano

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!