"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Haiti receberá ajuda de congregações religiosas brasileiras

Uma comunidade de religiosos e religiosas brasileiros será formada para ajudar o povo do Haiti e atender especialmente as crianças mutiladas, vítimas do terremoto que devastou o país no dia 12 de janeiro. A comunidade residirá em Porto Príncipe e terá o tempo de duração de cinco a dez anos. Será composta de religiosas médicas, enfermeiras, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e pedagogas pertencentes a diversas Congregações.

A iniciativa faz parte de um projeto de ajuda da Igreja do Brasil ao povo e à Igreja do Haiti e recebeu a aprovação do Conselho Episcopal Pastoral da CNBB (Consep), na quarta-feira, 24. Em fase de elaboração, o projeto terá a coordenação do Conselho Missionário Nacional (Comina), que reúne as forças missionárias da Igreja no Brasil, CNBB (através da Comissão para Ação Missionária e Cooperação Intereclesial e do Centro Cultural Missionário), Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) e Pontifícias Obras Missionárias, com apoio da Cáritas Brasileira, do Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB) e da Associação Nacional de Educação Católica (ANEC).

De acordo com a presidente da CRB, Irmã Márian Ambrósio, o pedido de ajuda partiu da própria Conferência dos Religiosos do Haiti. "Já nos encontramos três vezes com a representante da Conferência dos Religiosos do Haiti, Irmã Gloria Inez Gonzalez Ramirez, missionária colombiana que está há 12 anos no Haiti, para discutir a ajuda", explica a religiosa. "Várias Congregações do Brasil já manifestaram desejo de enviar religiosos para o Haiti, mas queríamos fazer uma ação que fosse da Igreja do Brasil e para isso era importante a participação da CNBB".

Além de irmãs, a presidente da CRB diz que é muito importante a participação de padres e irmãos no projeto. "É muito importante a presença de padres conosco. Os maristas e os salesianos, por exemplo, já se prontificaram a enviar Irmãos para o trabalho", recorda.

Segundo Irmã Márian, outras iniciativas deverão constar no projeto. Uma das preocupações discutidas pelos bispos do Consep, por exemplo, é como ajudar a Igreja do Haiti em relação à formação dos seminaristas e à reconstrução de igrejas, casas paroquiais, seminários e casas de formação das congregações religiosas.

Todas estas ações serão acompanhadas também pelo Conselho Episcopal Latinoamericano (Celam), conforme informou o presidente da CNBB, Dom Geraldo Lyrio Rocha. Segundo disse, esta foi uma decisão tomada na reunião das Igrejas da América, realizada no início do mês, no Canadá. Com esta decisão, pretende-se evitar a dispersão de forças na ajuda da Igreja ao povo do Haiti.


Fonte: CNBB

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!