"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

sábado, 29 de maio de 2010

Papa defende "encontro renovado" com cristianismo na China

Cidade do Vaticano, 29 mai (EFE).- O papa Bento XVI disse neste sábado que um "encontro renovado" com o cristianismo renderá "frutos abundantes" à China e, como em tempos do jesuíta Matteo Ricci, favorecerá uma convivência pacífica entre os povos.

O papa discursou neste sábado no quarto centenário da morte do missionário Matteo Ricci (Macerata, 1552-Pequim, 1610), que para divulgar a fé aprendeu chinês. Seu trabalho foi a maior troca cultural entre Europa e China até então.

Ricci, conhecido na China como "o sábio europeu", ensinou matemática, cartografia e astronomia aos intelectuais chineses.

Bento XVI lembrou como o missionário conseguiu, "se fazendo chinês entre os chineses", abrir um encontro através da mensagem de fé, que se transforma também "em um diálogo entre culturas".

"Um diálogo desinteressado, livre de ambição econômica e política pelo poder, vivido na amizade, o que faz com que a obra do Pai Ricci e seus discípulos seja um dos momentos mais álgidos e felizes na relação entre China e Ocidente", afirmou.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

PAPA BENTO XVI PEDE PARA FIÉIS REZAREM POR ELE

CIDADE DO VATICANO, 26 MAI (ANSA) - O papa Bento XVI pediu hoje para todos os católicos rezarem para que ele saiba governar a Igreja Católica e cuidar da comunidade de fiéis, ao discursar durante a audiência geral desta quarta-feira no Vaticano.

Falando sobre hierarquia, o Pontífice afirmou que "o Papa também não pode fazer o que quer, porque é guardião da obediência a Cristo e da sua palavra" e solicitou "rezem para o Papa, para que ele saiba cuidar da comunidade de fiéis inteira, inclusive dos que estão no pecado", afirmou o Pontífice.

Atualmente Igreja Católica enfrenta uma série de denúncias de crimes de pedofilia, que teriam sido cometidos por religiosos em instituições e dioceses de vários países, como Irlanda, Reino Unido, França, Suíça, África do Sul, Dinamarca, Estados Unidos, México, entre outros. Especialistas acreditam que esta pode ser uma das piores crises no interior da Igreja.

Bento XVI, em algumas ocasiões, lamentou os possíveis abusos e ressaltou como eles prejudicam a imagem e a função da Igreja Católica.

Em sua catequese de hoje, o Papa explicou que 'hierarquia não quer dizer 'sacro domínio', mas 'sacra origem'. Não vem de nós, mas do alto. É o sacramento sacerdotal que coloca a pessoa no mistério de Cristo, e somente enquanto servo de Cristo pode governar".

"Em relação ao termo 'hierarquia', na opinião pública prevalece a interpretação jurídica, sendo que, para muitos, a hierarquia é contrária à flexibilidade e ao Evangelho. Mas isso é um conceito errado de hierarquia devido também aos abusos de poder e carreirismo. É uma interpretação errada originária nos abusos da história", comentou.

De acordo com o Pontífice, autoridade e hierarquia são fundamentais na Igreja e erra quem pensa que estes valores contrariam uma Igreja pastoral e comunitária.

"A hierarquia implica uma tripla ligação: Cristo, os outros membros da Igreja e os fiéis. Então, comunhão e hierarquia são uma coisa só", defendeu, explicando que certas pessoas escondem os abusos de poder praticados no passado, assim como uma certa identificação com a "autoridade" e os regimes totalitários do século passado.

"Na verdade, aqueles regimes agiam prescindindo de Deus, enquanto a autoridade da Igreja deriva de Cristo e é um serviço", destacou o Papa. (ANSA)

terça-feira, 18 de maio de 2010

Evo se diz Católico, porém não pensa como o mesmo.

Nessa segunda-feira, o presidente da Bolívia Evo Morales em visita ao Vaticano, pediu ao Santo Padre que anule o celibato de padres e abra as portas do sacerdócio para mulheres.

O mais intrigante é que Evo, a pouco tempo se declarou "Católico". Bem será que essa sua declaração não tinha segundas intenções para fazer um "media" com o Papa?

Também é interessante o fato que Morales não mostrou suas ideias ao Papa nos 20 minutos de conversa, mas sim entregou uma carta, bem naquele estilo "só leia quando eu estiver bem longe".

Na sua primeira visita ao Vaticano Evo quis que suas ideias tivessem repercussão, coitado, mal sabe ele que falou um monte de besteiras, podemos até chamar de heresia.


Sem. Cesar da Rocha Pires

sexta-feira, 14 de maio de 2010

quinta-feira, 13 de maio de 2010

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Bento XVI pode ser o primeiro Papa a ir à China

O bispo de Macau José Lai (foto), afirmou que o Papa Bento XVI pode sim ser o primeiro Papa a visitar a China, como o mesmo disse, a China é um pais com 12 milhões de Católicos e a evangelização nesse pais é de quatro séculos, portanto merece receber a visita do Papa.

Como disse João Paulo II: "Eu sou como um Pároco, e lá faz parte da Paróquia, eles não podem pensar que o Pároco esqueceu deles".

Rezemos para que essa visita apostólica posso se consumar.

Fonte para desenvolvimento da postagem: http://diariodigital.sapo.pt

Fotos de Bento XVI em Portugal


terça-feira, 11 de maio de 2010

A pedofilia é a maior perseguição à Igreja

Hoje no avião que transporta o Papa a Fátima, Bento XVI declarou que a maior das perseguições à Igreja nasce de dentro dela mesma, ou seja a pedofilia de Padres e Bispos.

"A Igreja tem uma profunda necessidade de reaprender a penitência, de aceitar a purificação, implorar perdão", disse Bento XVI.
O Papa também lembrou a profecia de Fátima onde relata o sofrimento do Papa e da Igreja.
Bento XVI confessou que esta sofrendo com esse últimos acontecimentos, e pede orações pela santificação do Clero.

Sem. Cesar da Rocha Pires, SF

domingo, 9 de maio de 2010

Regina Coeli

Feliz Dia das Mães!


sábado, 8 de maio de 2010

PRIMEIRA AUDIO NOTÍCIA DO BLOG. Ruas de Portugal são perfumadas para visita do Papa

Narração: Cesar da Rocha Pires

Produção: Cesar da Rocha Pires

Fonte: Agencia.com

sexta-feira, 7 de maio de 2010

CORAL INFANTIL RECEBERÁ PAPA NO SANTUÁRIO DE FÁTIMA

As crianças serão as grandes protagonistas do acolhimento ao Papa ao Santuário de Fátima, no dia 12, à tarde. Ao chegar à pequena Capela do complexo, Bento XVI será recebido pelo coro infantil da Paróquia de Fátima, que entoará o hino oficial da visita papal, de autoria do compositor Pe. António Cartageno e intitulado “Bem-vindo, Santo Padre”.

Os pequenos cantores da “Schola Cantorum Pastorinhos de Fátima” têm ensaiado intensamente, em clima de alegria e de grande entrega, entusiasmadas por terem tido suas vozes escolhidas para acolher o Santo Padre na Capelinha das Aparições.

Entrevistado pela Agência Ecclesia, Paulo Lameiro, maestro e responsável pela Schola, diz que recebeu o convite do Santuário de Fátima com grande alegria interior e enorme responsabilidade, pois acolher Bento XVI ali, aos pés de Nossa Senhora, na Capelinha, é um momento muito exigente do ponto de vista musical. “Vamos procurar receber em plenitude as bênçãos desta visita para que os nossos pastorzinhos de hoje e nossa música sejam estimulados pela inspiração Divina que nos alimenta” - explica.

Após o hino, o coro preparou quatro cânticos e breves respostas em latim, e uma das suas músicas preferidas das crianças: “Ó Virgem Maria, Rainha do acolhimento”, que será cantada no momento em que o Santo Padre estará a caminho da Igreja da Santíssima Trindade para celebrar as Vésperas.

A Schola Cantorum Pastorinhos de Fátima se apresentou pela primeira vez em 20 de fevereiro de 2004, Festividade dos Beatos Francisco e Jacinta, e em seguida, na Peregrinação Nacional das Crianças, no dia 10 de junho daquele ano.

Desde aquela data, as crianças da Schola têm animado vários momentos culturais e litúrgicos dentro e fora do Santuário de Fátima, e em seu currículo, constam várias apresentações de prestígio na promoção de repertório musical litúrgico.

Fonte: Rádio Vaticano

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Rezar pelos sacerdotes especialmente durante as dificuldades pede o Papa Bento

Ao presidir na manhã de quarta-feira a Audiência Geral na Praça de São Pedro, o Papa Bento XVI explicou em que consiste a missão de santificação que tem todo presbítero na Igreja, através da liturgia e os sacramentos, e pediu que os fiéis de todo o mundo rezem pelos sacerdotes, especialmente diante das dificuldades.

O Santo Padre explicou ao iniciar sua catequese que "santificar uma pessoa significa pô-la em contato com Deus", o Santo Padre afirmou que "parte essencial da graça do sacerdócio é o dom e a missão de criar este contato, que se realiza no anúncio da palavra de Deus e de um modo particularmente denso, nos sacramentos".

"Nas últimas décadas, houve uma tendência a fazer prevalecer na identidade e na missão do sacerdote, a dimensão do anúncio, separando-a da santificação, frequentemente se afirmou que é necessário superar uma pastoral meramente sacramental".

O Papa disse logo que "o ministro ordenado representa Cristo, o Enviado do Pai, é sua presença, continua sua missão através da ‘palavra’ e do ‘sacramento’, que são os dois pilares fundamentais do serviço sacerdotal". Neste contexto assinalou que "é necessário refletir se em alguns casos, ter menosprezado o exercício fiel do ‘munus sanctificandi’, não tenha possivelmente representando um desfalecimento da mesma fé na eficácia salvífica dos sacramentos e, em definitiva, no obrar de Cristo e de seu Espírito, através da Igreja, no mundo".

Por isso é importante, prosseguiu o Santo Padre, "promover uma adequada catequese para ajudar os fiéis a compreenderem o valor dos sacramentos, mas também é necessário, seguindo o exemplo do Santo Cura D’Ars, estar disponíveis e atentos e ser generosos para doar aos irmãos os tesouros da graça que Deus pôs em nossas mãos, e dos que não somos os ‘donos’, mas os custódios e administradores".

"Especialmente em nosso tempo, no qual, por uma parte, parece que a fé deve se debilita e, por outra, há uma profunda necessidade e uma busca geral de espiritualidade, é necessário que cada sacerdote recorde que em sua missão, o anúncio missionário e o culto nunca se separam e que ele promova um são ministério sacramental para formar o Povo de Deus e ajudá-lo a viver plenamente a liturgia, o culto da Igreja, os sacramentos como dons gratuitos de Deus, atos livres e eficazes de sua ação de salvação".

Bento XVI sublinhou logo que "cada sacerdote sabe que é um instrumento necessário para a ação salvífica de Deus, mas segue sendo um instrumento. Isto deve fazer mais humildes e generosos os presbíteros na administração dos sacramentos, na observância das normas canônicas, e também na profunda convicção de que sua missão é assegurar que todas as pessoas, unidas a Cristo, possam oferecer-se a Deus como hóstia viva, Santa, agradável a Ele".

O Papa alentou logo todos os sacerdotes do mundo a "viver com alegria e com amor a liturgia e o culto" e renovou o recente convite "a voltar para confessionário, como lugar no qual celebrar o sacramento da Reconciliação, mas também como lugar a ‘ser habitado’ mais freqüentemente, para que o fiel possa encontrar misericórdia, conselho e consolo, sentir-se amado e compreendido por Deus e experimentar a presença da Misericórdia divina, junto à presença real na Eucaristia".

"Queria convidar também os sacerdotes a celebrarem e viverem com intensidade a Eucaristia" já que os presbíteros "estão chamados a serem ministros deste grande mistério, no sacramento e na vida", adicionou.

O Santo Padre ressaltou que "é indispensável que o sacerdote tenda à perfeição moral, que deve habitar todo coração verdadeiramente sacerdotal: também existe um exemplo de fé e de testemunho de santidade que o Povo de Deus espera justamente de seus pastores".

Finalmente o Papa Bento XVI pediu que os fiéis sejam "conscientes do grande dom que os sacerdotes são para a Igreja e o mundo; através de seu ministério, o Senhor segue salvando aos homens, faz-se presente e santifica. Dêem graças a Deus, e sobre tudo rezem e sustentem os seus sacerdotes, especialmente nas dificuldades, para que sejam cada vez mais pastores segundo o coração de Deus".

Ao final da alocução e falando em português o Papa fez uma saudação especial aos portugueses, que ele visitará em breve em sua peregrinação a este país: Aproveito este momento para enviar uma saudação particular ao querido povo de Portugal, país com uma história muito ligada ao Papa, bispo de Roma. Para lá partirei na próxima terça-feira, aceitando o convite que me foi feito pelo Senhor Presidente da República e pela Conferência Episcopal Portuguesa. Sinto-me muito feliz por poder visitar as «Terras de Santa Maria», no décimo aniversário da beatificação dos Pastorinhos de Fátima, Francisco e Jacinta Marto. A todos, sem excluir ninguém, saúdo cordialmente".
"Até breve, em Lisboa, Fátima e Porto!", exclamou o Pontífice.
Fonte: Aci Digital

terça-feira, 4 de maio de 2010

Nota de Falecimento


Faleceu em nossa Arquidiocese o Pe. Eugênio Dirceu Keller, C.M., Superior Provincial da Congregação dos Vicentinos.

-Velório na Igreja Sant’Ana, Paróquia do bairro Abranches, em Curitiba-PR.

-Missa de Corpo-Presente na Igreja Sant’Ana, na terça-feira, 4 de maio de 2010, às 15 horas.

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!