"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

domingo, 27 de junho de 2010

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Nustros Mártires/Nossos Martires

Español:

Nos alegramos que el estudio de la Causa de Declaración de Martirio de los Siervos de Dios Jaime Puig y 19 compañeros ha superado el exámen de los consultores teólogos de la Congregación de las Causas de los Santos en el congreso celebrado en Roma el pasado día 22 de este mes de junio, coincidiendo esta fecha con el 109 aniversario de la aprobación definitiva del Instituto. Queda ahora pendiente la ratificación de este resultado en la Asamblea Plenaria de los Sres. Cardenales y Prelados que se celebrará próximamente. Felicitamos de corazón al P. Blanquet, pues él ha sido clave para poder llegar a esta decisión ya que los trámites en busca de documentos y aclaraciones ha sido laborioso. Demos gracias a Dios. Una vez tengamos esta ratificación quedará ya listo para que se nos informe de la fecha y lugar de la Beatificación. Nos alegramos enormemente que hayan podido pasar todos.
Ojalá que el martirio de nuestros hermanos anime una vez más a todos a la fidelidad y al testimonio.

P. Lluís Picazo, sf


Português:

Estamos satisfeitos que o estudo da Causa de Declaração de martírio dos Servos de Deus Jaime Puig e 19 colegas de aprovação no exame da Comissão Teológica da Congregação para as Causas dos Santos na conferência em Roma último 22 dias o mês de junho, esta data coincide com o aniversário de 109 da aprovação final do Instituto. Ele está agora pendente da ratificação deste resultado na Assembleia Plenária dos Cardeais e Prelados, para realizar em breve. Parabenizamos coração Padre Blanquet, como ele tem sido fundamental para tomar esta decisão porque o processo em busca de documentos e esclarecimentos foi trabalhoso. Graças a Deus. Uma vez que temos esta ratificação estará pronto para nos informar o local e a data da beatificação. Estamos muito satisfeitos por ter sido capaz de passar todos.
Espero que o martírio de nossos irmãos mais uma vez, encorajamos todos a fidelidade e testemunho.

P. Lluís Picazo, sf

segunda-feira, 21 de junho de 2010

21 de junho - Dia de São Luiz Gonzaga - Dia do Seminarista.

Celebramos a Memória de São Luiz Gonzaga. Dês de jovem Luiz sentia o chamado do Senhor. Aos seus 10 anos de idade, Luiz se consagrou a Nossa Senhora, e manifestou a seus pais o desejo de ser Padre. Sua mãe o apoiava, porém seu pai não, queria que ele fosse príncipe uma vez que a sua família era poderosa economicamente. Luiz renunciou a boa vida, ao dinheiro. Seu pai sabendo do forte desejo de se tornar padre, levava o menino Luiz, para festas em cabarés e perguntava: “Ainda queres ser Padre” e Luiz respondia: “Não penso em outra coisa dia e noite”. Morreu ao contrair uma doença de um enfermo que ele tratava.

Que nós possamos seguir o exemplo de São Luiz Gonzaga, e nos entregar totalmente a nossa vocação.

Assim seja!
Cesar da Rocha Pires.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

O Pai-nosso



Louvada seja a Sagrada Família.

Caros Irmãos, o Evangelho de hoje é um dos evangelhos mais significativos e um dos mais bonitos. Primeiramente, Jesus nos fala sobre a maneira correta de rezar. Como diz no próprio evangelho muitos têm o costume de rezar difícil, usando de um vocabulário muito bonito, porém, para se falar com Deus isso não é necessário, porque Deus é nosso Pai, Deus é intimo de nós. Jesus nos ensina a oração do Pai-nosso, que é a oração mais bela, mais fácil e simples, porém a mais profunda e ecumênica, a mais viva e atual. O Pai-nosso, foi à única fórmula de oração que Jesus nos ensinou, contudo, é mais que uma fórmula para recitar, ela é um modo de vida para os filhos de Deus é um convite á entrega total á vontade do Pai, a fim de que o Seu reinado se manifeste plenamente em nós. O perdão também é fortemente citado por Jesus nesse Evangelho. Nós devemos aprender a perdoar para assim sermos perdoados, nos livrando assim do orgulho e da vingança para nos tornarmos pessoas melhores, sobre tudo cristãos verdadeiros.


Cesar da Rocha Pires

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Entrevista


Veja a entrevista concedida por mim ao Blog Oficial:



http://jeisiam.blogspot.com/2010/06/entrevista-com-seminarista-cesar-da.html

quarta-feira, 9 de junho de 2010

AS 10 RESPOSTAS PARA TODOS

No seu primeiro livro, Padre Reginaldo Manzotti aborda dez dificuldades de nossa sociedade e nos ensina a superá-las.

Em seus 15 anos de sacerdócio, o Padre Reginaldo Manzotti aprendeu com suas próprias experiências. Nesse seu primeiro livro, diga-se de passagem, que já é um sucesso de vendas, Manzotti relata acontecimentos, histórias e testemunhos de pessoas que tiveram problemas semelhantes aos temas propostos para reflexão. Os temas abordados são; matrimônio, sexo, filhos, drogas, vícios, emprego, inveja, saúde, autoestima e a morte.


O autor vai buscar em seu passado acontecimentos e experiências que complementam seu pensamento. É interessante quando o autor compara fatos antigos com fatos recentes. Desta forma ele conclui que esses problemas abordados estão cada vez mais impregnados em nossa sociedade.


Apesar de o autor ser Filósofo e Teólogo, a linguagem que usa em seu livro é muito simples, de fácil compreensão, fazendo com que o livro seja lido por todas as pessoas, independente de seu grau de cultura. É de uma leitura muito agradável, daqueles livros que se pega e não se quer mais largar. Mesmo que não seja um tratado teológico, o livro trata em grande parte da importância da Fé. É, em suma, uma autêntica catequese para todos os seus leitores.


No final de cada tema tratado, o autor trás um testemunho de algum fiel que entrou em contato com ele e uma oração para ajudar o leitor a superar os obstáculos e tribulações. Poderá ser encontrada neste livro a verdadeira receita de como lidar com os momentos difíceis de vida humana, mas é claro, não é nenhuma receita mágica que vai fazer com que a vida mude, mas sim será à força de vontade e a oração que motivará o leitor a refletir e, posteriormente, mudar a própria vida.




Primeiro livro do Padre Reginaldo Manzotti, que trata de assuntos que estão inseridos em nossa sociedade.


O livro
10 respostas que vão mudar a sua vida, de Reginaldo Manzotti, Ediouro, 167 págs., R$: 26,90.





Cesar da Rocha Pires

Por que os Padres não podem casar-se ?

Por que os Padres católicos não se casam? Assim haveria mais vocação e menos escândalos. A própria Bíblia o recomenda em I Tim 3,2: "É necessário que o bispo seja irreprensível ; que tenha casado com uma só mulher..."

RESPOSTA : S. Paulo não era casado. (veja I Cor 7,8). Numa das suas cartas ele recomenda : Sejam meus imitadores, como eu sou de Cristo". Escrevendo, pois, a Timótio, que também era bispo celibatário, não lhe podia aconselhar casamento. Porém, por falta de candidatos celibatários para a função episcopal (naquela época!), ele lhe recomenda escolher também homens casados - virtuosos. Daí 14:29 8/1/2008na sua carta (I Tim 3,2) ele não coloca acento nas palavras : "que seja casado"..., mas nas palavras: ... "com uma só mulher"... - e não com duas ou três, mesmo que sucessivamente, - o que seria de moleza e muita paixão, deixando pouco zelo e dedicação para Deus e as almas. Em I Cor 7,32-33 S. Paulo apresenta os argumentos em favor do celibato: "O que está sem mulher, está cuidadoso das coisas que são do Senhor, como há de agradar a Deus. Mas o que está casado, está cuidadoso das coisas que são do mundo, como há de dar gosto à sua mulher."

A Igreja Católica reconhece que a exigência do celibato dos padres não é lei divina, mas de lei eclesial, que em circunstâncias especiais poderia ser abolida, mas opta pela maior perfeição, já que por este motivo os Apóstolos de Jesus deixavam a convivência matrimonial e familiar, para se dedicar inteiramente à propagação do Reino de Deus, - como consta de Lc 18,28-30: "Disse depois Pedro: "Eis que nós deixamos tudo o que nos pertence para te seguir". Ele respondeu-lhes: "Em verdade vos digo, não há ninguém que tenha deixado casa, mulher, irmãos ou filhos, por causa do reino de Deus, que não receba o múltiplo no tempo presente, e no século que há de vir, a vida eterna". Assumindo livremente o celibato, o sacerdote imita a maneira de viver de Jesus - celibatário, - inteiramente dedicado às coisa do Pai e de seu Reino.

Fonte: Cleofas.com.br

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!