"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

sábado, 31 de julho de 2010

Casa Nova

Casa grade onde moro
dia e noite sem parar,
todos os dias dessa vida
onde o sol toca o mar.

Casa que cheguei quase ontem,
todos os dias volto para lá,
dia e noite onde vivo
gosto de voltar para lá.

Uma casa muito grande
onde posso me perder,
mas isso não vai acontecer
porque ali não vou me prender.

Os dias e as noites ali não vou passar,
o tempo já não me permite,
mas me da outro lugar,
será que isso vai me matar?

Nova casa que me espera
já estou indo para lá,
onde as folhas caem no chão
com um singelo laia...laia.

Casa nova, vida nova,
mas será tão nova assim?
ou será minha imaginação?
A resposta e não ou sim.




Cesar da Rocha Pires.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Papa na Inglaterra: visita já está nos últimos preparativos


A visita que Bento XVI fará ao Reino Unido entre os dias 16 e 19 de setembro deste ano já está na fase dos últimos preparativos.

É isso que indica o coordenador da visita, padre Andrew Summersgill(foto), na última edição do boletim em áudio disponibilizado semanalmente no site oficial da visita e que traz melhores informações sobre o evento.

"Tivemos, recentemente, um encontro com um grupo do Vaticano para o planejamento final. Isso foi muito bom, pois eles conseguiram visitar a maioria dos lugares por onde Bento XVI passará. A fase final desse processo será realizada conjuntamente no final de agosto, para a certificação de que todos os detalhes estão em seu devido lugar", afirma padre Andrew.

O texto final do livreto do Missal também foi concluído nos últimos dias, o que possibilitará aos que participarem dos encontros com o Santo Padre o acompanhamento da visita. "Será também um complemento valioso para aqueles que celebrarão a visita em suas próprias paróquias, em casa, pela televisão ou via online. Uma vez todo o material reunido, foi logo enviado às impressoras e será distribuído durante as duas semanas que antecederão a visita", complementa o coordenador da visita papal.

Nos próximos dias, serão disponibilizadas mais informações sobre merchandising e souvenirs que estarão disponíveis para a visita do Papa, que também poderão ser adquiridos através do site oficial da visita, por meio de uma loja online.

Os diálogos com os coordenadores diocesanos, responsáveis pelos grupos que participarão dos encontros com o Papa, também vai muito bem, segundo o sacerdote: "Estamos em contato com as equipes de segurança e as diferentes autoridades locais a fim de nos certificarmos de que estamos disponibilizando a informação correta".

"É importante salientar que a pessoa deve fazer parte de um grupo para poder participar de alguma das Missas ou da Vigília de Oração, e as dioceses e paróquias locais tem todas as informações. Mas também é importante salientar que haverá outras oportunidades de as pessoas verem o Papa em pessoa. Quando o programa final for publicado, dentro de aproximadamente um mês, as pessoas poderão verificar as oportunidades de cumprimentar o Papa Bento enquanto ele estiver se deslocando, pois muitos dos percursos serão feitos de papamóvel precisamente para que o povo possa se reunir e cumprimentá-lo. Espero que tantas pessoas quanto for possível aproveitem esta oportunidade de dar as boas-vindas ao Papa Bento enquanto ele passa – isso seria ótimo", finaliza o sacerdote britânico.


Importância

Será a primeira visita que um Papa faz ao Reino Unido a convite do governo desde o cisma que fez surgir a Igreja Anglicana, em 1534. A visita de João Paulo II, realizada em 1982, foi de cunho apostólico, pois ele não foi recebido como chefe de estado. Desta vez, Bento XVI será recebido como tal e terá um encontro com a rainha da Inglaterra no palácio de Buckingham.

Assista vídeo em que o presidente da Conferência de Bispos Católicos da Inglaterra e País de Gales e Arcebispo de Westminster, Dom Vincent Nichols, fala sobre a importância histórica da visita de Bento XVI (em inglês)





Fonte: Canção Nova.com

quarta-feira, 21 de julho de 2010

terça-feira, 20 de julho de 2010

domingo, 18 de julho de 2010

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Chávez diz que o papa não é embaixador de Cristo na Terra


O presidente da Venezuela Hugo Chávez (foto), declarou nessa quinta - feira o seguinte: "Com todo o respeito ao Estado do Vaticano e ao chefe de Estado, que é o papa, que não é nenhum embaixador de Cristo na Terra".(Jornal do Brasil)

E acrescentou: "Que coisa é essa de embaixador de Cristo? Cristo não precisa de embaixador. Cristo está no povo e nos que lutam por justiça e libertação dos humildes". Chávez afirmou que os bispos são 'trogloditas' e 'homens das cavernas' que desconhecem as leis e a Constituição.

Chávez é um Socialista, e segue os caminhos marxistas como citou o Cardeal Arcebispo de Caracas Dom Jorge Urosa.

Hugo, esta incomodado com a presença de Igreja porque sabe que a Igreja pode sim atrapalhar seu governo, porque para Chávez quem manda é ele, o mundo gira em torno dele. Mal sabe ele que o próprio Cristo disse" Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja".


Cesar da Rocha Pires, com fonte no Jornal Brasil.

domingo, 11 de julho de 2010

Ecumenismo - Igreja Anglicana rejeita consagração de mulheres para o cargo de bispo


O arcebispo de Canterbury, líder da Igreja Anglicana, Rowan Williams(foto), não conseguiu aprovação para a sua proposta de autorizar a consagração de mulheres bispos na Inglaterra, apesar das concessões de última hora, destinadas a evitar uma nova crise.

A proposta de compromisso, revelada por Rowan Williams e seu número dois no seio da Igreja anglicana da Inglaterra, o arcebispo John Sentamu, pouco antes da abertura, no sábado, de um Sínodo geral de nove dias, não convenceu os refratários.

Na noite de sábado, receberam o acordo de dois de três grupos que constituem o sínodo geral, que tem 467 membros no total. Assim, a casa dos bispos e a casa dos leigos votaram a favor, enquanto a casa do clero votou contra, fazendo com que a reforma fosse rejeitada.

Os bispos tinham proposto um dispositivo que permitisse partilhar os papéis e as responsabilidades entre um bispo mulher e um bispo homem para superar as reticências.

Desde 2003, a Igreja episcopal escocesa autoriza as mulheres a ser bispos, mas até agora nenhuma chegou a esta função.

A Igreja galesa se pronunciou contra este projeto em abril de 2008.

Depois do voto desfavorável na Inglaterra, o arcebispo de Canterbury insistiu em que não se tratava de um questionamento de seu papel enquanto líder da Igreja anglicana.

Fonte: AFP

PAPA RECORDA SÃO BENTO DE NÚRCIA, PADROEIRO DA EUROPA

Após a oração mariana do Angelus, o Papa saudou em várias línguas os fiéis e peregrinos, reunidos no pátio interno da residência apostólica, em Castel Gandolfo.

Bento XVI sublinhou que a liturgia de hoje nos lembra que os cristãos devem ser fiéis às palavras e ao exemplo de Jesus, vivendo uma vida de amor a Deus e ao próximo. "Possa o Senhor nos dar misericórdia e coragem a fim que possamos sempre responder generosamente como bons samaritanos, às necessidades de todos aqueles que sofrem.

O Papa recordou o lema "ora et labora" de São Bento de Núrcia, um dos padroeiros da Europa, e fez votos de que o nosso trabalho e a nossa oração nos conduzam ao alegre encontro com Deus, que será a nossa recompensa no céu.

O pontífice saudou as Pequenas Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus que estão em Capítulo Geral. Bento XVI encorajou as religiosas a difundirem o amor e a devoção ao Coração de Cristo nos vários ambientes onde elas desempenham sua missão: educação, saúde, pastoral juvenil e familiar, junto dos migrantes e dos pobres.

A religiosa Alice Reginato estava presente em Castel Gandolfo junto com outras religiosas brasileiras Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus. Antes de iniciar a oração do Angelus ela foi entrevistada pelo colega Alberto Goroni.



Fonte: Rádio Vaticano

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Vocação

Será que tenho? Será que devo desistir?

Nesse pequeno artigo que começo a escrever, pretendo falar da vocação que o Ser Humano é chamado a viver, porém, vou dar atenção especial a vocação Religiosa e Sacerdotal, na qual acredito ter sido chamado por Deus.


É complicado descrever de que forma a vocação surge na vida do ser Humano, ela não tem hora nem data para aparecer e muitas vezes é difícil de se definir qual vocação nos foi confiada por Deus. Até hoje penso: será essa a minha verdadeira vocação? Será essa minha missão? Será que as dificuldades não vão me “engolir” na metade do caminho? São respostas que procuro diariamente, e confesso que às vezes acho, e tenho o conforto, todavia, às vezes não encontro essas respostas e não sei o caminho certo, me vejo em escuridão.


As respostas às perguntas acima, devemos procurar na fonte de nossa vocação, mas aonde esta essa fonte? Ou melhor, quem é essa fonte?
Bom, você certamente deve ter pensado em Deus, acertei? De fato Deus é essa fonte, eu diria mais, ele é o semeador da vocação em nossos corações, Ele é aquele que com todo o carinho planta a semente da vocação no coração de cada escolhido e escolhida para trabalhar para a causa do seu Reino. Mas é claro que essa semente não vai transformar-se em uma planta e nunca dará frutos se ela não for regada. Deus nós da um “regador” cheio d’ água, contudo cabe a nós despejar esta água sobre a semente, ou seja, a vocação não depende apenas da providencia Divina, mas sobre tudo depende de nossa boa vontade de cuidar dessa semente tão valiosa.
Nesse processo de cuidado com a vocação vem as “pragas”. Essas “pragas” são os momentos de duvida, os momentos de tristeza. São esses momentos que pensamos em desistir, de parar de seguir este caminho tão belo, está caminhada rumo ao Reino de Deus. Essas são as chamadas provações que estão sempre ao lado daquele que assume Deus como seu bem maior. A esses, a caminha nunca será fácil, sempre terá algum motivo que lhe leve a pensar na saída do seminário, ou no abandono de seus votos, e no caso dos sacerdotes, abandono do seu ministério.


Eu ainda na qualidade de seminarista, já vivi vários momentos de crise vocacional, diga-se de passagem, que uma delas me tirou uma vez do seminário, no qual entrei em 2007 e saí no mesmo ano. Hoje vivendo a carismas de São José Manyanet na Congregação Filhos da Sagrada Família Jesus Maria e José, sinto a fortaleza de ser acolhido nos braços maternos de Maria e estar na proteção paternal de José, porém, os momentos de crise sempre batem a porta, momentos que sou confortado pela Santa Virgem e pelo Santo carpinteiro, e é lógico, pelo nosso irmão e Senhor, Jesus.


A vocação é algo muito complicado. Certa vez em uma entrevista que concedi ao blog Oficial, disse que não a quem entenda a cabeça de um seminarista, e de fato, como alguém vai compreender a cabeça deste, se ele mesmo não consegue se achar? A vocação a vida religiosa tem seus altos de baixos, e nós chamados a essa vocação devemos lidar com os momentos de tormenta, mas como? É uma boa pergunta que sinceramente não sei responder, apenas me esforço para tentar supera-las. O método no qual eu aconselho é simples, mas eficaz: O poder da oração. A oração é a grande arma daquele que tem fé em Deus e em Cristo nosso Salvador. Mas em um lugar nós encontramos a força que reanima nossa vocação, eu gosto de chamar este local de “Manto da Mãe de Deus”. É aonde encontro forçar, e tenho certeza que deve haver um lugar para você neste Manto de amor. Faça a experiência, vale a pena.
Agora é continuar a caminhar para a vocação perdurar.


Que a Sagrada Família te ilumine, e não se esqueça que você não está sozinho, que a sua vocação esta sendo acompanhada de perto por alguém especial.






_______________________________________________
Cesar da Rocha Pires
Quarta-feira, 7 de julho de 2010

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Palavras de João Paulo II sobre São José Manyanet

"O Espírito Santo, que o Pai vai enviar em meu nome, Ele ensinar-vos-á todas as coisas e far-vos-á recordar tudo o que Eu vos disse" (Jo 14, 26). Desde o princípio, o Paráclito suscitou homens e mulheres que recordaram e difundiram a verdade revelada por Jesus. Um deles foi José Manyanet y Vives, verdadeiro apóstolo da família. Inspirando-se na escola de Nazaré, ele realizou o seu projecto de santidade pessoal e dedicou-se, com abnegação heróica, à missão que o Espírito lhe confiava. Por isso, fundou duas Congregações religiosas. Um símbolo visível do seu anseio apostólico é também o templo da Sagrada Família, de Barcelona.

Que São José Manyanet abençoe todas as famílias e vos ajude a levar os exemplos da Sagrada Família aos vossos lares!




Papa João Paulo II,
em ocasião da Canonização de seis Beatos,
entre eles Padre José Manyanet,
16 de Maio de 2004

terça-feira, 6 de julho de 2010

Voz do Pastor - Momento Político


O Brasil está vivendo um momento importante, por seu crescimento interno e pelo lugar de destaque que vem merecendo no cenário internacional. Isso aumenta sua responsabilidade no relacionamento com as outras nações e na superação progressiva de suas desigualdades sociais, produzidas pela iníqua distribuição da renda, que ainda persiste. Preocupam-nos os grandes projetos, sobretudo na Amazônia, sem levar devidamente em conta suas conseqüências sociais e ambientais. Permanece o desafio de uma autêntica reforma agrária acompanhada de política agrícola que contemple especialmente os pequenos produtores rurais, como fator de equilíbrio social.


A Igreja, comprometida de modo inequívoco com a defesa da dignidade e dos Direitos Humanos, apóia as iniciativas que procuram garanti-los para todos. Todavia, denunciam distorções inaceitáveis presentes em alguns itens do PNDH-3.




Destacamos a importância do projeto de lei denominado “Ficha Limpa”, de iniciativa popular, em votação nestes dias no Congresso Nacional, como exemplo de participação popular para o aprimoramento da democracia, como já ocorrera com a aprovação da Lei 9840, contra a corrupção eleitoral, cuja aplicação requer contínua e atenta vigilância de todos, para que não continue a praga da compra e venda de votos. Esperamos que seja um instrumento a mais para sanar o grave problema da corrupção na vida política brasileira.



Permanecem oportunas as palavras de João Paulo II: “A Igreja encara com simpatia o sistema da Democracia, enquanto assegura a participação dos cidadãos nas opções políticas e garante aos governados a possibilidade de escolher e controlar os próprios governantes (...) ela não pode, portanto, favorecer a formação de grupos restritos de dirigentes que usurpam o poder do Estado a favor dos seus interesses particulares ou de objetivos ideológicos” (Centesimus Annus, 46).

Urge uma profunda reforma política, iluminada por critérios éticos, com a participação das diversas instâncias da sociedade civil organizada, fortalecendo a democracia direta com a indispensável regulamentação do Art. 14 da Constituição Federal, relativo a plebiscito, referendo e iniciativa popular de lei. A Reforma Política “precisa atingir o âmago da estrutura do poder e a forma de exercê-lo, tendo como critério básico inspirador, a participação popular. Trata-se de reaproximar o poder e colocá-lo ao alcance da influência viável e eficaz da cidadania” (Por uma Reforma do Estado com Participação Democrática, Documentos da CNBB 91, 101).



A campanha eleitoral é oportunidade para empenho de todos na reflexão sobre o que precisa ser levado adiante com responsabilidade e o que deve ser modificado, em vista de um Projeto Nacional com participação popular. Por isso, incentivamos a que todos participem e expressem, através do voto ético, esclarecido e consciente, a sua cidadania nas próximas eleições, superando possíveis desencantos com a política, procurando eleger pessoas comprometidas com o respeito incondicional à vida, à família, à liberdade religiosa e à dignidade humana. Em particular, encorajamos os leigos e as leigas da nossa Igreja a que assumam ativamente seu papel de cidadãos colaborando na construção de um País melhor para todos.

Dom Moacyr José Vitti
Arcebispo Metropolitano



Fonte: Arquidiocese de Curitiba

domingo, 4 de julho de 2010

Você vai votar na Dilma??? Então veja o vídeo e pense melhor.



AINDA VAI VOTAR NA DILMA????? PENSE BEM.......SEU VOTO PODE MUDAR O PAÍS!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!