"Por isso, digo-vos: não tenhais medo de construir a vossa vida na Igreja e com a Igreja! Sede orgulhosos do amor a Pedro e à Igreja que lhe foi confiada. Não vos deixeis enganar por aqueles que desejam opor Cristo à Igreja! Só existe um rochedo sobre o qual vale a pena construir a própria casa. Esta rocha é Cristo. Só há uma pedra sobre a qual vale a pena fundamentar tudo. Esta pedra é aquele a quem Cristo disse: 'Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja' (Mt 16, 18)".

Papa Bento XVI.
Discurso durante o encontro com os jovens no parque de Błonia. Cracóvia, 27 de Maio de 2006.

Visite nosso canal no YouTube!

Visite nosso canal no YouTube!
Clique na imagem

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Papa Bento XVI publicará seu primeiro tweet às 12h de 12/12 de 2012

Às 12h de 12 do 12 de 2012, (amanhã, quarta-feira) Bento XVI, o papa que continua escrevendo à mão e à caneta, enviará sua primeira mensagem através da rede social Twitter, convencido de que a Igreja precisa divulgar o Evangelho também no mundo digital.

A chegada do papa Ratzinger ao Twitter superou todas as expectativas e, a um dia de seu primeiro tweet, já conta com quase 1 milhão de seguidores em sua conta @pontifex, na qual escreverá em oito idiomas.

Do quase 1 milhão de seguidores, a maioria é de língua inglesa, mais de 615 mil, seguidos pelos de língua espanhola, quase 142 mil.

Em português, os seguidores são já passam de 22 mil; em italiano, beiram 87 mil; em árabe, mais de 6 mil; em alemão, 17 mil; em francês 15 mil e, em polonês, quase 9 mil.

Bento XVI, de quase 86 anos, postará seu primeiro tweet amanhã ao meio-dia local (8h de Brasília), na festividade de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira das Américas, depois da audiência pública das quartas-feiras.

O Bispo de Roma, que não escreverá diretamente os 140 caracteres permitidos em cada tweet, falará sobre fé em sua primeira mensagem.

Até amanhã, os seguidores ainda podem enviar perguntas nos oito idiomas da conta - em português @pontifex_pt, em inglês @pontifex, em espanhol @pontifex_es, em árabe @pontifex_ar; em italiano @pontifex_it; em francês @pontifex_fr; em alemão @pontifex_de e em polonês, @pontifex_pl- usando a hashtag "#askpontifex".

A primeira pergunta que fizeram a Bento foi em espanhol: "Querido papa, qual é o tema de sua mensagem? Que ideia gostaria que ficasse clara para nós?", perguntou um fiel.

Os primeiros tweets serão semanais e em cada um deles o pontífice destacará uma frase significativa da Audiência Pública das quartas-feiras. Com a passagem do tempo, as mensagens terão frequência maior.

Embora o Bispo de Roma não navegue pela internet e continue escrevendo à mão os textos em alemão, com caneta e com sua letra muito pequena, está convencido de que a Igreja precisa usar todos os meios de comunicação a seu alcance para divulgar o Evangelho, entre eles "o continente digital".

Na mensagem enviada aos jovens por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, que acontece no Rio de Janeiro em julho de 2013, disse que precisam usar a internet para levar Cristo ao mundo.

"A entrada do papa no Twitter pode ser vista como a ponta desse iceberg que é a presença da Igreja no mundo dos novos meios de comunicação social", afirmou recentemente o presidente do Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais, Claudio Maria Celli.

A chegada ao Twitter pode levar a que muitos usem a rede para ofender o papa e à Igreja, segundo afirmaram hoje fontes vaticanas, que precisaram que comentários nesse sentido não são novos na internet.

Nessa linha, Antono Spadaro, diretor da revista "La Civiltà Cattolica", da Companhia de Jesus, disse hoje que o papa "se expõe" para encontrar o homem de hoje.
"Certamente se trata de uma iniciativa arriscada, porque significa expor a mensagem do Evangelho, mas em qualquer caso isso é essencial", disse Spadaro.
 
Em referência às mensagens contra o papa que possam aparecer na rede, Spadaro acrescentou: "na realidade elas já estão por todos os lados..." e podemos dizer que fazem parte da comunicação diária, embora certamente serão cada vez menos".
O jesuíta ressaltou que, pelo contrário, há perguntas muito "interessantes" feitas ao papa e que a presença de Bento XVI deve ser vista "como um caminho de crescimento, não como um problema".

Spadaro acrescentou que a presença do papa no Twitter estimulará os católicos a estar presentes no âmbito digital e à Igreja a estar onde está o homem de hoje.
Bento XVI não é novo no uso de internet, já que em 2011 inaugurou o portal multimídia do Vaticano, "News.va", com uma mensagem através da rede.

Esse portal, em cinco idiomas, foi criado pela empresa espanhola 101.es, que colabora há anos com o Vaticano e é o responsável pela chegada do papa ao Twitter.

O executivo-chefe da empresa, Gustavo Entrala, participou da apresentação da conta @pontifex e anunciou que prepararam um aplicativo, para os telefones e tablets de última geração, que permitirá seguir ao vivo todas as atividades de Bento XVI e informará sobre os eventos que o papa presidirá.
 
Fonte: virgula.uol.com.br

Nenhum comentário:

Página no facebook

Página no facebook
Curta nossa página no facebook, clique na imagem acima!